Golpista e de direita, Globo censura o PT a favor de Bolsonaro

Haddad, presidential candidate of Brazil's leftist Workers' Party (PT), attends PT's national executive meeting, in Sao Paulo

Da redação – Nessa segunda-feira (22), Rede Globo de Televisão se recusa a entrevistar Fernando Haddad, cancelando o espaço ao candidato petista a presidência que seria concedido nessa sexta-feira (26). O programa estava destinado para o debate entre os presidenciáveis do segundo turno dessas eleições, com a recusa de Jair Bolsonaro a comparecer ao debate, contudo, a Rede Globo seguiu sua orientação pró-Bolsonaro e negou o espaço a uma exclusiva com Haddad Essa decisão contraria a lei eleitoral, que prevê entrevista ao candidato que compareceu, caso um dos elegíveis não esteja presente no debate.

A Globo segue a linha de ação das outras emissoras golpistas – Band, TV Gazeta, RedeTV, SBT e Record – que já cancelaram cinco dos seis debates agendados. Com o cancelamento pela Globo do espaço de imprensa a Haddad no dia 26, o presidenciavel do PT fica sem nenhuma brecha ao público das redes abertas de televisão para o segundo turno. Isso não acontece com o candidato do PSL, que teve sua entrevista divulgada pela Rede Record no mesmo dia e horário que ocorreria o debate e a entrevista com Haddad cancelada. Essa posição deixa claro que a imprensa golpista já escolheu o seu candidato, que ela não é imparcial na luta política. O presidenciável Jair Bolsonaro é o candidato dos monopólios de comunicação brasileiros e do conjunto da burguesia.