Resultado do golpe
Doença erradicada retorna a assolar a população, um reflexo da política de ataques ao povo da extrema direita golpista
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
sarampion-1
Surtos de doenças tem crescido em todo o continente. Imagem: Lolostock/Shutterstock |

Da redação – Sem registrar nenhum caso desde 2000 e ter recebido certificado de erradicação em 2017 a Bolívia registrou esta semana o primeiro caso de sarampo. Foi na cidade de Santa Cruz de La Sierra numa médica pediatra de 29 anos e grávida.

A médica, que havia sido vacinada quando criança, não possuía histórico de viagem ao exterior ou contato com turistas, foi afastada de suas atividades, mas provavelmente contraiu a doença de uma criança a qual atendeu. O ministério da saúde informou que está fazendo uma investigação em todos os pacientes para identificar a criança infectada e demais pessoas potencialmente infectadas.

O caso mostra o avanço rápido da destruição dos sistemas de saúde no país que acaba por trazer de volta doenças que já estavam erradicadas. A população denuncia ainda que, o governo da extrema direita, implantado sob um golpe contra Evo Morales, paralisou totalmente a construção de uma rede única de saúde, com hospitais, postos de saúde e cobertura universal, nos moldes do SUS brasileiro, iniciada em 2017.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas