Siga o DCO nas redes sociais

Golpe militar
Presidente do TSE boliviano é presa
A presidente do Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia, Maria Eugenia Choque Quispe, que já havia deixado o cargo, foi presa pelas forças policiais na noite deste domingo (10).
2019-10-25t231635z-258368727-rc178e4a9250-rtrmadp-3-bolivia-election
Golpe militar
Presidente do TSE boliviano é presa
A presidente do Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia, Maria Eugenia Choque Quispe, que já havia deixado o cargo, foi presa pelas forças policiais na noite deste domingo (10).
Foto: Manuel Claure/Reuters
2019-10-25t231635z-258368727-rc178e4a9250-rtrmadp-3-bolivia-election
Foto: Manuel Claure/Reuters

Da redação – A presidente do Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia, Maria Eugenia Choque Quispe, que já havia deixado o cargo, foi presa pelas forças policiais na noite deste domingo (10).

Além dela, também foi preso o vice-presidente do tribunal, Antonio Costas.

O pedido de prisão da presidente e do vice-presidente do TSE boliviano, partiu de Juan Lanchipa Ponce, chefe do Ministério Público da Bolívia, revelando que as instituições estão quase totalmente controlada pelos golpistas.

O tribunal havia garantido a vitória de Evo Morales nas eleições do dia 20 de outubro.

Morales recentemente sofreu um golpe militar,

Morales, senadores e deputados do partido MAS (do presidente) renunciaram ao cargo, junto com ministros do governo.