Golpe na “calada da noite”: TSE vai julgar Lula na sexta-feira para impugnar candidatura e tirá-lo do horário eleitoral

lula_tse

Da redação – Os juízes golpistas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estão preparando um golpe contra a candidatura do ex-presidente Lula para antes do horário eleitoral na televisão, na próxima sexta-feira, dia 31 de agosto.

Segundo informações veiculadas na imprensa, dois integrantes do TSE haverá uma sessão extraordinária na próxima sexta-feira, dia atípico de trabalho no tribunal, já que o “expediente” semanal sempre acaba na quinta-feira.

A sessão “especial” é mais um golpe para impedir a candidatura de Lula. O ministros golpistas do TSE vão julgar a defesa do ex-presidente para 16 pedidos de impugnação de sua candidatura. O Partido Novo, o partido do Itaú, apresentou hoje uma petição que pede a suspensão dos direitos de Lula realizar gastos de recursos do Fundo Partidário e do bilionário Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), impedir Lula de participar de debates, entrevistas ou qualquer tipo de cobertura jornalística.

O horário eleitoral gratuito terá início nesta sexta-feira, dia 31, com as candidaturas estaduais. A candidatura presidencial, a qual Lula participará, terá início no sábado, dia 1º de setembro.

Caso o julgamento torne Lula impugnado pelo tribunal o PT será proibido de exibir o presidente na televisão.

O julgamento “hora extra” é uma tentativa dos golpistas de impedir que o PT veicule na campanha eleitoral gratuita na televisão imagens de Lula como candidato. É mais um golpe contra os direitos democráticos do ex-presidente que foi condenado sem provas em um processo farsa apenas baseado nas convicções golpistas do juiz Sérgio Moro e dos promotores da Lava Jato, defensores dos interesses estrangeiros no Brasil.

Os trabalhadores, os movimentos sociais, sindicatos, partidos de esquerda e comitês de luta contra o golpe devem se mobilizar e protestar contra mais esta farsa para tornar a eleição em uma fraude.

Eleição sem Lula é fraude!