Golpe: Estados Unidos e União Europeia juntos contra a Venezuela

maduro

Da redação – Para levar adiante seu projeto de destruição das economias latinas, os Estados Unidos e a União Europeia vêm implementando uma verdadeira política de guerra contra os povos da América do Sul e isto fica cada vez mais evidente com o avanço das investidas golpistas no continente. Durante a entrega do Prêmio Nacional de Jornalismo de 2018, em Caracas, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou, nesta quarta-feira (27), que os setores imperialistas continuam impondo um bloqueio financeiro e econômico criminoso ao país, com o apoio da direita e da imprensa nacionais. Por meio da empresa Euroclear, mais de 1 bilhão de dólares da Venezuela são mantidos retidos e esta medida impede a aquisição de medicamentos e alimentos destinados à população.

Ele também destacou que os Estados Unidos e a União Europeia “Ainda têm sentimentos de revanche contra nosso país e cobiçam nossos recursos”. acrescentando que “Os imperialistas do norte e os seguidores de Trump na Europa creem que a riqueza de nossa pátria não deve pertencer ao povo venezuelano, mas que esta pertence a eles”.

Maduro, no entanto, ressaltou que se trata de uma batalha contra o império e que a América Latina e o Caribe logo farão com que a direita golpista e intolerante de seus países retroceda, favorecendo o ressurgimento das economias latinas e superando as limitações da crise na qual o capitalismo os meteu.