Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Screen Shot 2018-09-13 at 5.11.32 PM
|

Da redação – O número de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza cresceu 33% entre 2014 e 2017. São 6,3 milhões de pessoas que caíram na pobreza extrema. Os dados são de um pesquisa inédita da FGV, e foram divulgados em uma reportagem do UOL. Em 2014 o número de pessoas vivendo com menos de R$223 mensais tinha atingido o menor patamar já registrado, 8,23% da população. No período abrangido pela pesquisa, deu um salto para 11,18%.

Segundo o professor responsável pela pesquisa, Marcelo Neri, a pesquisa ainda não mostra um recuo da desigualdade aos tempos do governo FHC. Por enquanto, o estrago feito pelos golpistas atrasou o país para o nível de pobreza de 2011. Apesar de ser favorável os ajustes que o Brasil teria que fazer, o coordenador da pesquisa reconheceu que o aumento da pobreza é consequência da “redução de políticas públicas”.

Por isso é urgente se mobilizar contra o golpe. A catástrofe planejada pela direita em proveito do lucro de uma dúzia de capitalistas é bem maior do que essa. O entreguismo e a exploração mais intensa dos trabalhadores levará a população cada vez mais à miséria se os golpistas não forem impedidos de levar adiante sua política neoliberal.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas