Golpe em MG: governo Temer bloqueia R$360 milhões do orçamento de Minas Gerais

minas

Da redação – Na última segunda feira, 30 de julho, o governo do Estado de Minas Gerais denunciou através de nota emitida pela Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais que o governo do golpista Michel Temer vem realizando manobras para sabotar o orçamento do Estado. Segundo a nota o governo federal está bloqueando R$360 milhões que deveriam ser destinados a Minas Gerais desde o dia 17 de julho.

O governo do golpista Michel Temer bloqueia os recursos que deveriam ser repassados através de contas do Banco do Brasil e prejudica a quitação dos compromissos do estado, tais como o pagamento dos servidores públicos que ainda não puderam receber o salário integralmente devido ao bloqueio. segundo o governo de Minas Gerais, que é chefiado por Fernando Pimentel do Partido dos Trabalhadores, “O pagamento dos salários dos servidores neste mês não foi ainda concluído unicamente por causa desses bloqueios”.

O que ocorre é que o governo golpista vem se utilizando da máquina do Estado para atacar a população brasileira de todas as formas possíveis, por isso é que insiste em bloquear o dinheiro do salário dos servidores. Além disso, os golpistas também querem atacar o governador do estado, que é do PT, como forma de atacar o Partido dos Trabalhadores e criar obstáculos para o governo. De qualquer forma, já ficou claro para toda a população brasileira que o governo que assumiu o Estado brasileiro após a derruba da presidenta Dilma Rousseff tem como principal objetivo atacar as condições de vida da população trabalhadora e retirar todos os direitos da classe operária em nome dos banqueiros e capitalistas estrangeiros.

Abaixo segue a nota emitida pelo governo de Minas Gerais:

“O governo federal insiste em prejudicar Minas Gerais, sua população e milhares de servidores públicos estaduais. Mais uma vez, a União está bloqueando recursos do Estado destinados ao pagamento de muitos compromissos, inclusive os salários dos nossos servidores.

Desde o dia 17 de julho último, o governo federal vem bloqueando os recursos do Governo de Minas que entram pela conta do Banco do Brasil. Os bloqueios já superam R$ 360 milhões até a presente data.

O pagamento dos salários dos servidores neste mês não foi ainda concluído unicamente por causa desses bloqueios. Este valor bloqueado pela União seria suficiente para quitar a segunda parcela dos salários de todos os servidores ativos, inativos e pensionistas, na data previamente estabelecida (25/7), evitando os atrasos ocorridos.

Minas vem fazendo todo o esforço para manter os pagamentos da enorme dívida contraída junto ao Banco do Brasil e à União pelas gestões anteriores. Tem sido assim desde 2015. Contudo, surpreendentemente no dia 17 passado os bloqueios começaram.

Não bastasse a atual gestão em Minas Gerais ter que arcar com essas dívidas e ainda um déficit de R$ 8 bilhões, o governo federal, além de não pagar o que é devido ao Estado – como o ressarcimento de cerca de R$ 120 bilhões pelas isenções de impostos da Lei Kandir—, age ardilosamente para prejudicar o povo mineiro.

Atenciosamente,

Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais”