Menu da Rede

Golpe e reforma trabalhista desemprega 30 mil frentistas em 2017

Tempo de Leitura: < 1

Publicidade

Centenas de golpistas e coxinhas manipulados durante a política de golpe de estado implementada pela burguesia nacional e internacional viralizaram as redes sociais com posts sobre o preço dos combustíveis durante o governo Lula.

Assim como muito bem demonstrou a escola de samba carioca Paraíso da Tuiuti, idiotas manipulados e exploradores manipuladores. Com a queda do governo petista de Dilma Roussef, o preço do petróleo explodiu, chegando o litro da gasolina a quase R$5,00, um aumento de de 29,54%.

Com tamanho aumento, o consumo diminuiu drasticamente e quase 30 mil trabalhadores frentistas foram demitidos em todo o Estado de São Paulo em 2017. Os números são da Fepospetro (Federação dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de São Paulo) que atribuem tamanha crise empregatícia à grande alta dos derivados de petróleo e a nova legislação trabalhista, em vigor desde novembro, com postos já contratando apenas por trabalho intermitente, ou seja, contratando apenas para cumprirem horas relativas aos momentos de pico e contratarem sem registro para pagarem menos.”Com base nas homologações do sindicato, as demissões estão perto de 30% do total de frentistas”, estima Luiz de Souza Arraes, presidente da Fepospetro.

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

1.4K Visualizações 12/06/2021 18:28

Watch Now

Send this to a friend