Golpe destrói 12 anos de luta contra miséria e leva Brasil de volta ao Mapa da Fome

pobreza

Da redação – As informações do Mapa da Fome de 2014, trouxeram em sua relação de países que têm mais de 5% da população ingerindo menos calorias do que o recomendável, o dado inédito da saída do Brasil dessa situação de miserável. Porém, após três anos do feito, e dois anos do golpe de estado contra Dilma Rousseff (PT), o novo relatório de 20 unidades da sociedade civil alertou no ano passado sobre os riscos que já se concretizada.

O levantamento da Action Aid Brasil indica que nos últimos três anos — 2015-2017 — o país voltou ao patamar de 12 anos atrás, com a conhecida política neoliberal de Fernando Henrique Cardoso. O número de pessoas em situação de extrema pobreza chegou aos 10 milhões de brasileiros, que não são os 50 milhões passados, mas que demonstram o resultado da política da direita golpista que destrói a economia nacional para entregá-la aos capitalistas estrangeiros.

“Isso nos leva a crer que aquela correlação pobreza versus fome sugere fortemente que a gente já está, neste momento, numa situação ruim, que deve aparecer com os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares — POF — do final de 2018.”