Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Seguindo a sua linha direitista e golpista, o jornal O Globo publicou um editorial, nesta terça-feira (16), no qual tenta deixar na responsabilidade do PT a segurança da cidade de Porto Alegre no dia do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo TRF-4.

Segundo eles, o ato convocado por partidos e movimentos sociais em defesa do ex-presidente seria uma “pressão política indevida” sobre os “coitados” desembargadores do Tribunal. Mais uma vez, a família Marinho tenta falsificar a realidade e, mais grave de tudo, tenta legitimar absurdos que já estão ocorrendo, como a espionagem completamente ilegal de setores do Exército e da Abin (Agência Brasileira de Inteligência, antigo SNI usado pela ditadura militar) sobre organizações políticas e sindicais e ativistas políticos, e outros que poderão vir a ocorrer, como uma eventual repressão violenta da manifestação em Porto Alegre.

O jornal ainda relata que os membros do tribunal sofreram ameaças de morte, inclusive com Carlos Eduardo Thompson Flores, presidente do TRF-4, se reunindo com a “onipresente” Carmen Lúcia, presidenta do STF, para discutir o “drama”. Enquanto isso, para os militantes mortos no campo, os presos tratados como animais e para os tantos ativistas de esquerda que tem suas vidas ameaçadas e, quase sempre, prejudicadas por direitistas dos mais variados tipos e tamanhos, não existe nenhuma atenção especial.

Para “coroar” o editorial escatológico, O Globo ainda diz que toda a responsabilidade do que acontecer no dia 24 será do PT, já que o partido “instigou” militantes e demonstrou “descaso” com a Justiça e o “combate à corrupção”. Nada mais cínico, em se tratando de uma publicação que defende, todos os dias, a aniquilação dos direitos mais básicos da população, e apoiou todos os golpes antidemocráticos desde 1964 até hoje, falar em “descaso” com a Justiça.

Esse é mais um sintoma do medo que a burguesia tem da manifestação popular do dia 24 em frente ao TRF-4, em Porto Alegre, e os militantes não devem se deixar intimidar. A cidade deve ser ocupada e os golpistas podem começar a entender que camadas cada vez mais amplas do povo trabalhador não estão dispostas a aceitarem mais todos esses absurdos.

Todos a Porto Alegre!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas