Globo é dona de empresa de previdência privada e vai lucrar com o fim da aposentadoria dos trabalhadores

globo

A campanha em torno da “reforma” da Previdência é defendida por uma parcela da elite golpista, que ganhará diretamente com a oferta de planos de previdência privada.

Além dos bancos, uma das maiores beneficiárias desta reforma que condenará grande parte da população a trabalhar até a morte, sem jamais se aposentarem, é a Globo (Globopar), dona de 52,05% das ações da filial da Mapfre no Brasil (Mapfre Vera Cruz Seguradora S/A), uma empresa integrante do grupo Mapfre do Brasil, a Mapfre Vera Cruz Vida e Previdência S/A, oferece planos de previdência privada.

De acordo com o blog Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim, a partir de denúncias e documentos publicados na sua página, mostram a participação da Globo em negócios no ramo da previdência privada, comprovando seu favorecimento. Este é um dos interesses das Organizações Globo na aprovação da “reforma” da Previdência, pois além de trabalhar em nome do próprio lucro, ela representa os interesses da burguesia e do imperialismo, que veem nessa jogada, uma forma de saquear o bolso dos trabalhadores e colocar esse dinheiro no bolso dos capitalistas.

A missão do governo ilegítimo de Bolsonaro é aprovar este roubo de milhões de trabalhadores para que o mesmo continue.

É uma forma para evitar as consequências de um calote aos bancos e aos rentistas, garantindo seus lucros, mesmo diante do agravamento da crise econômica. Tais bancos e grandes capitalistas são os grandes responsáveis pelo déficit da Previdência, devendo mais de R$ 450 bilhões para o INSS, incluindo um bilhões descontados dos trabalhadores que não foram repassados aos cofres públicos, em um ato criminoso de apropriação indébita.

Diante do roubo operados pelas empresas capitalistas, a política do governo ilegítimo é cobrar a conta dos trabalhadores.

E para aumentar ainda mais os ganhos dos banqueiros, o governo quer lhes entregar as aposentadorias dos trabalhadores brasileiros, através da substituição da previdência estatal pela capitalização, transferindo para os bancos centenas de bilhões da Previdência bem como o Fundo de Garantia de dezenas de milhões de trabalhadores, que correm o risco de não resgatarem este dinheiro no fim da vida. Este mesmo sistema aplicado no Chile, modelo seguido pelo Ministro da Fazenda Paulo Guedes, é o responsável pelo empobrecimento e, por fim, suicídio dos idosos naquele país, para não se tornarem um estorvo suas para famílias.

A missão da Globo não é outra senão, engordar os bancos e os rentistas, por que ela mesma vive deste rentismo, uma vez que seus lucros vêm atualmente, principalmente, destes juros e não da sua atividade principal. O interesse duplo da emissora que esta reforma proporcionará, seja vendendo planos de saúde, seja como beneficiária dos juros desta operação, assim como os bancos, justifica o total empenho da emissora na aprovação da reforma, propagandeada por seus analistas econômicos como a salvação da economia brasileira, mas que na verdade é a salvação dos seus negócios, em detrimento da pobreza e miséria de milhões de trabalhadores brasileiros.