Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
gleisi_vigilia_lula
|

Da redação – A senadora e deputada federal eleita pelo Partido dos Trabalhadores (PT), presidenta da sigla, Gleisi Hoffmann, apresentou na semana passada uma proposta para sustar o decreto do presidente golpista Michel Temer, emitido em 15 de outubro, de criação de uma Força-Tarefa que começará a agir no governo fraudulento e ilegítimo de Jair Bolsonaro.

O Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 129/2018, apresentado por Gleisi, tem o intuito de barrar o decreto de Temer. Segundo a petista, a medida golpista permitirá “toda sorte de perseguições a pessoas, coletivos populares organizados, movimentos sociais” e vai “fragilizar ao máximo, os direitos individuais e conquistas sociais do povo brasileiro”.

O decreto 9.527 integra os principais órgãos de repressão do Estado, como a Polícia Militar (PM), a Polícia Federal (PF), as secretarias de segurança dos três órgãos das Forças Armadas, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e será comandado pelos militares, com participação especial do general Sérgio Etchegoyen (ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional) e do agora nomeado futuro ministro de Justiça e Segurança Pública, o agente dos EUA Sérgio Moro.

A ação “vai permitir aos organismos que integrarão essa tal força-tarefa invadir a privacidade de qualquer cidadão, sem limites, vigiar e criminalizar os movimentos sociais e organizações de defesa dos direitos civis, atropelar a Constituição, perseguir indiscriminadamente”, denunciou também a presidenta do PT.

O PCO vem fazendo uma ampla denúncia desse decreto e este diário vê como muito importante o posicionamento de denúncia da senadora. Entretanto, para combater tal medida ditatorial, é preciso organizar um grande movimento popular, liderado pelos organismos de esquerda como a CUT, o MST, os sindicatos e partidos como PCO e PT, a fim de impor um forte obstáculo ao avanço dos golpistas e derrotar a extrema-direita com a única força que pode fazer frente ao golpe e à burguesia: a classe trabalhadora, com o apoio de todas as classes populares.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas