Gilmar Mendes acusa ala da direita golpista de violar dignidade do ex-presidente

gilmar
O Ministro do STF, Gilmar Mendes, já foi o queridinho da Rede Globo, amado pelos mais corruptos, glorificado pelos mais argutos golpistas. Contudo, Gilmar Mendes vem sendo ameaçado por pedidos de impeachment desde 2016 e, estranhamente isso acontece,  toda vez que defende a Constituição em seus aspectos mais basilares.

Agora mesmo há pedido para que seja avaliada a possibilidade de impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pelo simples fato de se indignar com aqueles que se escandalizaram ao saberem que Lula tem um vazo sanitário na cela.

É mesmo incompreensivo a sanha com que se investiram contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) que, defendeu nesta terça-feira, 10, o respeito à “dignidade da pessoa humana”. Trata-se da perversão daqueles que exigiam que Lula fosse levado a um calabouço que não tenha condições mínimas, inclusive, de atendimento das necessidades mais básicas do ser humano.
Mas, com que se indigna a direita em relação ao Presidente Lula? A súcia direitista se indaga: “Lula vai ter uma suíte, um banheiro, onde estamos com a cabeça?”. Ora, a pena de Lula é detenção, ficar preso, ninguém pode espezinhá-lo, oprimi-lo ainda mais, sua pena não pode se acrescida de humilhações, mortificações, rebaixamentos, tormentos e torturas.
O Juiz Sérgio Moro montou uma Guantánamo em Curitiba e, quer que as prisões venham acompanhadas de torturas. A horda fascista investe contra Gilmar por rebater as críticas sobre as condições da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Houve tempos em que Gilmar Mendes pediu punição a Sérgio Moro por monitorar advogados de réus; “absolutista”, escreveu certa vez. Disse que Moro agia com “inequívoco desserviço e desrespeito ao sistema jurisdicional e ao Estado de Direito, o juiz irroga-se de autoridade ímpar, absolutista, acima da própria”.
Diante dos escandalosos mimos que permeiam o Judiciário com suas ruidosas verbas para puxadores de cadeiras que recebem R$ 30.000,00 mensais, auxílios paletós, mordomias nababescas como auxílio moradia de mais de R$ 4.000,00 mesmo se o juiz tiver casa própria, estes páreas reclamam que Lula tenham um vaso sanitário na cela? A classe operária não pode permitir o tratamento desumano ao maior líder popular vivo no Mundo.
Neste momento, o Senador Lindbergh compara delegados da Polícia Federal a militantes do MBL. O senador Lindbergh denunciou o Sindicato dos Delegados da Polícia Federal por divulgar uma nota “criminosa” à imprensa. Segundo o parlamentar, a “Milícia Federal” chama de “invasão” o acampamento democrático “Lula Livre”. “A nota parece uma mensagem do MBL de tão reacionária e mentirosa”, afirmou, comparando a entidade aos militantes do movimento fascista.
Lula está encarcerado sob custódia de um juiz que responde a CIA e aos EUA, participante do Golpe de Estado em 2016. A classe operária deve libertar Lula, José Dirceu, Vacari e demais. A Bastilha de Moro, sua Guantánamo deve ser derrubada a partir de uma grande mobilização e, a greve geral.