Menu da Rede

Fora Doria, Fora Covas

Genocídio do PSDB: 1 em cada 10 mortes no País ocorre em SP

"Herói do povo", prefeito paulistano coloca a capital paulista em 13° lugar no número de locais que mais morrem de coronavírus no mundo

Tempo de Leitura: 2 Minutos

1 a cada 10 mortos por coronavírus no Brasil é paulistano – Foto: Rahel Patrasso/Reuters

Publicidade

Um levantamento realizado esta semana demonstrou o nível de massacra do coronavírus na capital do estado de São Paulo. A capital paulista alcançou na última quinta-feira, 6, o número de 10 mil pessoas mortas pela doença. Sozinha, São Paulo concentra 41% das mortes de todo o estado.

Se fosse um país isolado, a capital paulista estaria na 13 posição do número de mortos pela doença em todo o globo, na frente de países como: África do Sul, Alemanha, Argentina e Chile.

Dentro de um panorama internacional, 1 em cada 10 mortos coronavírus no país é paulistano.

Mesmo diante desta catástrofe, o prefeito golpista da capital de São Paulo, em conjunto o governador também golpista João Doria, colocaram um fim no isolamento social e se preparam para passar a cidade para a fase verde. Nesta fase fica permitido a abertura de espaços como teatros e cinemas..

Tanto Bruno Covas, como Doria pressionam também para o retorno das aulas na capital e no estado. Primeiramente previstas para setembro, o retorno foi adiado para o início de outubro, por conta da pressão dos estudantes, dos professores e das famílias.

Estes números desfazem por completo a imagem de grandes humanitários e “heróis do povo” de Covas e Doria, imagem esta compartilhada por amplos setores da esquerda.

Tanto Doria, quanto Covas são na realidade verdadeiros carniceiros do povo paulista e paulistano, em nada diferem do fascista Jair Bolsonaro. É necessário destacar  que ambos, Doria e Covas, se elegeram em 2018 tendo como plataforma política a política fascista de Bolsonaro.

Doria afirmou, por exemplo, durante a campanha eleitoral, que durante seu governo a polícia militar iria atirar para matar. Uma promessa cumprida pelo governador tucano, uma vez que a polícia militar do estado de São Paulo bateu recordes no número de pessoas mortas este ano, mesmo durante a pandemia.

É necessário mobilizar a população paulista, paulistana e de todo o país contra a política genocida de Bolsonaro e de todos os governadores e prefeitos golpistas, como João Doria e Bruno Covas do PSDB. Todos eles estão levando em frente o massacre da população.

É preciso impulsionar a mobilização, levantando um programa democrático de reivindicações populares para combater o desastre da pandemia: como a realização de testes em massa, a contratação de médicos e demais profissionais da saúde, a abertura de leitos nas UTIs, entre outras.

É de fundamental importância também levar adiante a luta política contra o regime golpista, levantar as palavras de ordem de Fora Bolsonaro! Fora Doria! e Fora Covas!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

662 Visualizações 11 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend