Generais da reserva ameaçam golpe militar se Lula não for preso

Coman040815_0005

Após as ameaças abertas e absurdas do general Mourão, outro oficial da reserva, Luiz Gonzaga Schroeder Lessa, resolveu se manifestar deixando bem claro o objetivo da direita golpista: se Lula não for preso, a saída dos golpistas será um golpe militar.

O general, que foi comandante militar do Leste, da Amazônia e já presidiu o Clube Militar, disse com todas as letras que, se o STF não contribuir para continuar perseguindo o ex-presidente e ratificar a prisão dele, “não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada”.

Diversos outros generais da reserva manifestaram sua histeria contra Lula. Eles consideram que o petista é “chefe de uma organização criminosa” e pedem que a “lei seja cumprida” ao prendê-lo. O curioso é que a prisão do ex-presidente, nesse momento, estaria violando uma cláusula pétrea da Constituição ao permitir que ele fosse detido sem ter o trânsito julgado por todas as esferas da Lei.

O PT segue acreditando que o problema poderá ser resolvido internamente, através das instituições. O general Lessa, em outra oportunidade, já deixou bem clara qual é a política da direita que avança com o golpe dizendo que a crise será “resolvida na bala”.