Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Com eleições ocorrendo sob o controle dos golpistas, elementos das Forças Armadas, apoiados pelo pré-candidato Jair Bolsonaro, se preparam para disputar o pleito.

Munidos do discurso da moralidade e repetindo chavões já conhecidos da direita fascistóide os militares candidatos se aproveitam do prestígio da instituição entre os setores conservadores para garantir muitos eleitores.

Entre os militares que querem pegar carona na fama e na fanfarronice de Bolsonaro está general Paulo Chagas, presidente do grupo Terrorismo Nunca Mais, o Ternuma (em oposição ao Tortura Nunca Mais), e filiado ao PRP. Chagas já anunciou sua pré-candidatura ao governo do Distrito Federal.

Antipetismo, anti-comunismo e patriotismo de fachada devem unificar a plataforma de campanha dessas figuras, que dessa forma vão colocando o estado sob controle dos setores mais atrasados e mais alinhados ao imperialismo.

A ausência de solidez de propostas desse setor, cujas falas são um amontoado de bravatas estéreis, evidencia os reais objetivos dessa “tropa” são inconfessáveis.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas