No centro do capitalismo
No centro do capitalismo mundial filas de 1,5 km à espera por doação de alimentos. Em sua maioria imigrantes dependendo da caridade de instituições.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
5eb73391203027346931e38c
Trabalhadores à espera de alimentos em Genebra: Foto: © AFP / Fabrice Coffrini |

Filas de 1,5 km se formaram em Genebra por pessoas aguardando doações de alimentos por instituições de caridade. O corona vírus ,assim como em outros países, causou uma devastação nas economia capitalistas  e milhares foram demitidos. A associação Caravane de Solidarite, principal organizadora do evento relatou que cada vez o número de pessoas aumenta nos mutirões.  É a sexta vez a entidade  organiza as doações no centro do capitalismo mundial  onde a maioria dos que passam fome são os imigrantes.

“Os restaurantes receberam assistência, mas não eu. Não tenho nada para comer. Miguel Martinez, um trabalhador colombiano sem documentação, acrescentando que “o vírus destruiu tudo. Não há trabalho. Nada.”

A Suíça, com  8,6 milhões, registrou mais de 30.000 casos de coronavírus, com 1.800 mortes e 2300 infectados.

As associações de solidariedade fazendo o papel do estado no cuidado com seus cidadãos . Capitalismo cuidando somente dos capitalistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas