Futebol nordestino pode ter até cinco representantes na Série A em 2019

SPORT X ATLETICO MG - CAMPEONATO BRASILEIRO 2017

As profundas e gritantes desigualdades regionais existentes no Brasil estão também refletidas no esporte mais popular do país, o futebol. A maioria esmagadora dos grandes clubes que compõem a divisão de elite do futebol brasileiro estão localizados nas regiões sudeste e sul do país. O campeonato brasileiro de futebol – um dos mais competitivos, longo e difíceis do mundo – registra apenas 1 (um) único time da região Nordeste que sagrou-se campeão nacional, título levantado no ano de 1988 pelo Bahia Esporte Clube.
A região Nordeste sempre esteve sub-representada no cenário nacional do futebol. Com nove estados na região, o Nordeste representa 27% do contingente populacional do país, que conta atualmente com 208 milhões de habitantes. No entanto, nunca houve uma representação democrática real dos clubes nordestinos na primeira divisão do futebol brasileiro, o que pode ser explicado pelo atraso econômico e no precário desenvolvimento que sempre marcou esta região do país.

Neste ano de 2018, todavia, irrompeu no cenário futebolístico nacional três clubes nordestinos que assumiram posição de destaque, tanto na primeira como na segunda divisão. Ceará, Fortaleza e CSA, de Alagoas, representam esta nova safra de times da região que podem assumir um relativo protagonismo no futebol brasileiro. Não se trata, evidentemente, de creditar a estes times a possibilidade de virem a conquistar um título de campeão nacional, embora isso não se coloque como impossível. O que a presença de até cinco times do Nordeste pode ocasionar na primeira divisão na próxima temporada é um menor desequilíbrio na balança, hoje inteiramente favorável aos clubes da região sudeste e sul do país.

No momento a situação é a seguinte: Na segunda divisão, o Fortaleza já garantiu o acesso. O CSA já está com a classificação bem encaminhada, pois ostenta a terceira posição na tabela, com muito boas chances de assegurar o acesso. Na primeira divisão, lutam para permanecer na Série A, o Bahia, o Ceará e o Sport Recife. No confronto realizado na segunda-feira, o rubro-negro pernambucano derrotou o Ceará pelo placar mínimo de 1 x 0, resultado que tirou o Sport Recife da zona da degola. Sport Recife e Ceará ainda lutam para permanece na divisão especial, pois ostentam posições ainda consideradas vulneráveis na tabela. A situação mais confortável dos times da região nordestina é a do Bahia, que neste momento ostenta a décima primeira posição no certame, com 40 pontos, estando com o fantasma do rebaixamente praticamente exorcizado.

Faltando apenas seis rodadas para o término do Brasileirão 2018, nada ainda está definido nas duas pontas da tabela, embora na parte de cima o Palmeiras esteja a passos firmes na direção da conquista do título. Na parte de baixo da tabela, o Paraná já está matematicamente rebaixado e não tem mais chances de escapar da segundona. Dessa forma, a luta pela permanência na primeira divisão se tornará, nas próximas seis rodadas, uma questão de vida ou morte para os times que se encontram na zona da degola ou próxima a ela.