Em Nota publicada no ultimo dia 2 de Março, a Federação Única dos Petroleiros (FUP), lançou mais uma denuncia contra entrega do presidente da Petrobras, Pedro Pullen Parente, da totalidade da exploração da bacia de Campos.

Em continuidade da politica golpista de destruição da Petrobrás, o presidente da estatal informou o início da fase concessão dos direitos de exploração, desenvolvimento e produção do Polo Enchova e do Polo Pampo, localizados no Estado do Rio de Janeiro.

Na matéria a Federação deixa fala sobre a importância da exploração desses locais. “Esses campos são fundamentais para a categoria petroleira pelo papel histórico desempenhado na exploração e produção e águas profundas. Últimos em que a totalidade da exploração é feita pela Petrobrás e por empregados próprios e terceiros na Bacia de Campos.”

A venda desses ativos esta ligada a proposta de desinvestimento da Petrobrás e segue às orientações do Tribunal de Contas da União (TCU), que só serve para avalizar a politica econômica dos entreguistas, também citado na nota. “Com o golpe de 2016, o governo golpista e entreguista de MiShell Temer colocou na cadeira da presidência da Petrobrás, o Sr. Parente que está a serviço das empresas estrangeiras na entrega de nossa maior riqueza atualmente, que é o petróleo.”

A derrota dos golpistas e de sua política neoliberal se faz necessária a toda a classe trabalhadora para barrar a destruição das riquezas nacionais, assim como, a entrega de todas as estatais ao mercado estrangeiros. Só uma grande mobilização com a participação de todas as categorias e entidades classistas para barrar esses ataques aos povo brasileiro.