Pandemia de COVID-19
Petrobras expõe seus funcionários a riscos em tempos de COVID-19
Plataforma semi-submersível P-27  operando no Campo de Marlim na Bacia de Campos
Plataforma da Petrobras - Arquivo |

No último dia 30, a Federação Única dos Petroleiros protocolou uma representação no MPF cobrando da Petrobras para que esta tome medidas cabíveis para a prevenção de seus funcionários diante da pandemia de COVID-19. Inicialmente entidades sindicais buscaram dialogar com gestores a respeito de medidas cabíveis nesse sentido, porém não houve essa abertura para debaterem.
De acordo com a Ministério de Minas e Energia, até a data da denúncia havia casos de COVID-19 atingindo trabalhadores do da empresa. A maior parte naqueles que trabalham em plataformas.

Nas últimas semanas tem se observado muitos casos confirmados e suspeitos de coronavírus, o que coincide com projeções de pesquisadores a respeito do aprofundamento da epidemia no Brasil. Enquanto isso tem se observado nos sindicatos sucessivas queixas de trabalhadores a respeito de negligências básicas por parte da Petrobrás como ausência de álcool gel, sabão, dormitórios e ônibus lotados, etc.
A burguesia busca, sem nenhum escrúpulo, manter suas margens de lucros às custas de vida dos trabalhadores.

A única maneira de intimidar esses sanguessugas é a mobilização da poderosa e combativa categoria dos petroleiros e demais setores da classe operária, para impor as reivindicações dos trabalhadores para com suas vidas; os meios jurídicos não são uma possibilidade confiável.

Relacionadas