Direita financia esquerda
Candidatos pelo PSOL, PT, PCdoB, PSB e PDT estão sendo financiados pela ONG RAPS, que defende o programa dos banqueiros e grandes capitalistas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Janeiro
Mariana Janeiro - candidata da RAPS pelo Partido dos Trabalhadores. | Reprodução.

A ONG Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS financia candidaturas no interior de diversos partidos de esquerda para defender um programa burguês e, com isso, criar uma esquerda que seja compatível e dócil ao regime político golpista, dominado pela extrema-direita. Vale destacar que o financiamento também é disponibilizado para candidaturas dentro de partidos de direita, como o PSDB, DEM, MDB e até mesmo para candidatos de partidos de extrema-direita, como PSL e PRTB. Candidaturas do PSOL, PCdoB, PT, PSB e PDT fazem parte desta rede e recebem financiamento empresarial, conforme publicado no site da ONG. As informações incluem as eleições de 2018. Vejamos quem são eles:

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL): Bruno Gomes (SP); Ana Paula Daltoé (DF);  Brasile (AL); Fabrício Araújo (MG); Frederico Romanoff (RJ);  Dú Pente (MG).

Partido Comunista do Brasil (PCdoB): Samuel Santiago (MG);  Rubens Junior (MA); Professora Adriana Vasconcelos (SP); Professor Bittencourt (SE); Professor Fernando (CE); Jaqueline Nichi (SP); Jacqueline Lessa (CE); Josy Gomes (MA).

Partido dos Trabalhadores (PT): Fernando Puga (SP); Flávia Felizardo (MG);  Jean Paul Prates (RN); Jorge Macedo dos Santos (SP); Lins Roballo (RS); Luciana Lopes (RJ); Manu (BA); Mariana Janeiro (SP); Thainara Faria (SP); Macaé Evaristo (MG); Renata Borges (PR); Ramon Novaes (BA); Thati Nicácio (AL).

Partido Socialista Brasileiro (PSB): Alessandro Molon (RJ);  Alexandre Andrade (MG);  Anderson Giovani da Silva (SC);  Anderson Nanán (RO);  Andrey Brito (SP);  Bruno Bortolan (SP); Carlos Hoffmann (RS); Débora Almeida (PE); Césinha (RS); Diogo Souto Maior (SP);  Douglas Lucena (PB);  Esdras Nascimento (SP); Geovana Cartaxo (CE);  Germano Guimarães (SP);  Gabriel Miceli (SP); Gustavo Moreira Maia (SP); Guilherme Cohen (RJ); Henrique Magalhães Teixeira (SP); Israel Rocha (SC); João Campos (PE); Humberto Benincasa Neto (DF);  Júlia Oliveira (BA);  Leany Lemos (RS);  Leila Barros (DF); Leonado Secchi (SC);  Lia Lopes (SP); Leonardo Bayma (CE); Luciano Buligon (SC);  Márcia Lucena (PB); Murilo Flores (SC);  Nikolas Reis (SC); Mateus Tognella (SP); Professora Elizete (SC); Rafael Motta (RN); Priscilla Gomes (RJ);  Ramon Jacob (SC);  Renan Ferreirinha (RJ);  Renato Casagrande (ES); Rodrigo Agostinho (SP);  Rodrigo Coelho (SC);  Robertinho Couto (PE); Rodrigo Dias (DF); Rodrigo Rollemberg (DF);  Samuel Emílio (SP); Tadeu Alencar (PE);  Sergio Leitão (SP);  Tiago Andrino (TO).

Partido Democrático Trabalhista (PDT): Adriano Zago (MG);  Adriano Ferreto (GO);  Allan Muller Schroeder (SC);  Barbara Panseri (SP);  Cae Martins (SC);  Axel Grael (RJ);  Derson Maia (DF); Edvaldo Nogueira  (SE);  Camilla Gonda (PR); Goura (PR);  José Manoel Moulin Ribeiro (RJ);  José Maria Jr. (MG); Juliana Alves (MG);  Júlio Albuquerque (AL); Karlos Cabral (GO); Lucas Henrique Ribeiro (MG);  Lucas Xavier Trindade (BA);  Marcos Paulo de Pinho (RJ);  Paulinha (SC);  Moira Lázaro (SP); Maria Eduarda (RJ);  Pedro Henrique de Cristo (SP);  Rodrigo Paixão (SP);  Pedro Josephi (PE);  Tábata Amaral (SP);  Surya (SP);  Thiago Ribeiro (SP);  Yagor Assis (PR).

A RAPS foi fundada por grandes capitalistas e banqueiros para influenciar a política nacional, conforme seus interesses de classe. Eis os fundadores da RAPS: Guilherme Leal, presidente da Natura/Avon; Álvaro Cardoso de Souza, Diretor Executivo do Banco Santander; Jorge Lemann, banqueiro bilionário; José Eduardo Martins, Sócio-fundador da Vitra Capital Investiments. A Fundação Fernando Henrique Cardoso e a Fundação Lemann são instituições parceiras da RAPS.

É de se destacar que a RAPS está trabalhando ativamente na campanha do candidato Guilherme Boulos (PSOL) à Prefeitura de São Paulo.

 

 

O financiamento da esquerda pelos grandes capitalistas e banqueiros explica o porquê de ela estar tão integrada ao regime burguês-imperialista. O fato de o PSOL ter assinado manifestos junto com Fernando Henrique Cardoso e receber dinheiro de Armínio Fraga (ex-ministro de FCH) evidencia que o PSOL é também um partido infiltrado pelos capitalistas, tais como o PCdoB, PT, PSB e PDT. Essa é a Frente Ampla na prática, ou seja, os partidos de esquerda infiltrados e completamente dóceis aos interesses da burguesia.

É preciso esclarecer amplos setores da população e do ativismo político de esquerda e chamar a atenção para a sistemática infiltração burguesa na esquerda. O programa da RAPS, que aparece em diversos setores da esquerda pequeno-burguesa, é o de defesa de uma democracia burguesa com sustentabilidade ambiental, direitos humanos e representatividade política, com ênfase nas mulheres, LGBTs e negros. De acordo com o site da RAPS:

“Nosso compromisso é apoiar líderes políticos eleitos, de diferentes partidos e posições no espectro ideológico, para que compreendam e incorporem os princípios da sustentabilidade em suas ações. Escolhemos fazer isso por meio de uma agenda técnica e temática e também de uma atuação que potencialize a própria forma de fazer política, baseada na ética, na integridade, na transparência e na inovação.”

O financiamento do grande capital comprova que a direita trabalha para gestar uma esquerda inofensiva ao regime político burguês, incapaz de intervir na luta de classes em favor dos interesses dos trabalhadores e derrubar a burguesia, que afunda o país na miséria e na opressão. Essa é a esquerda identitária, cheia de confusionismos e distracionismos políticos, uma verdadeira correia de transmissão dos interesses burgueses nas organizações operárias, nos partidos de esquerda e na juventude.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas