Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
latam
|

Trezentos funcionários da companhia aérea Latam, a maior da América Latina, iniciaram nesta sexta-feira (7) uma paralisação por tempo indeterminado, com manifestações no aeroporto de Santiago, exigindo melhorias salariais e nas condições de trabalho.

Durante o protesto, os trabalhadores abriram uma enorme faixa para anunciar a greve iniciada durante a madrugada nos corredores do aeroporto da capital chilena.

Os trabalhadores são vinculados ao Sindicato Interempresa Nacional (Sinlatam), que reúne 40% do total dos funcionários da companhia e realizaram protestos por várias horas depois do início da greve.

Dentre as reivindicações dos grevistas está a paridade salarial e  a igualdade de condições de trabalho, como melhores turnos, segundo divulgou o presidente do Sinlatam, Sebastián Lobos, à imprensa chilena.

O sindicalista também “acusou a companhia aérea de ‘querer terceirizar todos os serviços’ oferecidos nos aeroportos, o que colocaria em risco as fontes de trabalho do pessoal da companhia“.

A mobilização refere a tendência geral de luta dos trabalhadores que se desenvolve no Chile e em vários outros países contra a ofensiva das grandes empresas do setor que vem intensificando sua política de terceirização e rebaixamento salarial. Os grandes monopólios buscam transferir para os trabalhadores o ônus da crise capitalista que vem provocando uma redução da margem de lucros das empresas do setor.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas