Funcionário de Trump: Guaidó vai receber 40 milhões de dólares dos EUA

juan-guaido-trump-call

O jornal norte-americano Los Angeles Times obteve documento e informações de fontes próprias que revelam que os EUA objetivam desviar fundos destinados a “ajuda humanitária” para Honduras e Guatemala, na casa dos 41,9 milhões de dólares, diretamente para os bolsos de Juan Guaidó e seus partidários da direita venezuelana, ajudando assim a promover um golpe de Estado que derrube Nicolás Maduro.

De acordo com o diário, o montante será direcionado para o pagamento de salários, passagens de avião, treinamento para a “boa governança”, propaganda, assistência técnica para promover eleições e outros projetos para a “consolidação da democracia” na Venezuela, que seria utilizado pelos golpistas.

Esse dinheiro, em um primeiro momento, era dirigido a programas dos Estados Unidos em Honduras e na Guatemala, dois países completamente dominados pelo imperialismo norte-americano. O primeiro, sofreu um golpe de Estado patrocinado por Washington em 2009 e até hoje vive sob uma ditadura militar. O segundo é governado por um fantoche neoliberal chamado Jimmy Morales, mordomo da Casa Branca.

Nesses dois países, como em vários da América Latina, os EUA implementam programas “humanitários” para seus próprios fins, que servem para encobrir atividades da CIA e de outras agências para melhor controlarem os recursos naturais e econômicos dessas nações. Honduras e Guatemala são tão pobres que milhões de seus cidadãos simplesmente fugiram para tentar sobreviver em outros países, como os próprios EUA.

Entretanto, na propaganda imperialista, esses recursos investidos pelos EUA seriam para a ajuda aos pobres desses países. Mesmo se fôssemos acreditar nessa mentira, entenderíamos que os EUA estão tirando desses países e dando para Juan Guaidó destruir a Venezuela com um golpe de Estado.

Trata-se de um financiamento, além disso, ilegal, porque é uma intromissão estrangeira nos assuntos de outro país sem a permissão do governo local, no caso, o de Nicolás Maduro. Os EUA estão financiando ilegalmente a oposição venezuelana, o que demonstra que Juan Guaidó e a direita golpista não passam de verdadeiros funcionários de Donald Trump – irão receber até salário!

O governo venezuelano, assim, já tem mais uma evidência, mais uma prova, de que Juan Guaidó é um agente estrangeiro e atua contra a soberania do povo da Venezuela. Isso é crime em qualquer país do mundo, ainda mais quando se é pago para sabotar e atentar contra o governo. Esse é mais um dos motivos pelos quais as autoridades venezuelanas precisam prender Guaidó e todos os golpistas e derrotar de vez o golpe imperialista.