Fuga dos milionários: 2 mil ricos fugiram do Brasil em 2017

riqueza

Matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo, no ultimo dia 27, afirma com base em um levantamento feito por uma instituição internacional, que cerca de 2 mil milionários, ou seja, pessoas com renda e ativos na casa de US$ 1 milhão ou mais, deixaram o País no último ano. Um fenômeno que ficou caracterizado como a “fuga dos milionários”. De acordo com a pesquisa, o Brasil ocupa o 7° lugar no ranking de países onde houve uma das maiores fugas de pessoas com rendas milionárias.

A matéria aponta a “fuga” como sendo um péssimo sinal para o País, sendo que representaria uma perda de investimentos para o Brasil. Sobre esse aspecto, em primeiro lugar é preciso afirmar que se trata de mais uma forma de chantagem da imprensa golpista, tendo em vista o cenário de crescente polarização política, ou seja, evolução da população à esquerda que vive o Brasil. Com crescimento continuo e ininterrupto da candidatura de Lula e da consequente rejeição popular ao golpe de estado, a burguesia, por meio de sua imprensa, inicia uma campanha de chantagem contra o país.

O centro dessa chantagem é saída dos “investimentos”. Na realidade a transferência de recursos da jogatina financeiras das Bolsas de Valores, para outras áreas de especulação, como a compra de dólares, transferência de recursos para paraísos fiscais etc.. Isso ficou claro nas última semanas com a alta do dólar, superando a casa dos R$ 4. Os jornais golpistas sob ameaça de uma possível vitória da esquerda, de Lula nas eleições e a derrota do golpe, começam a ameaçar o povo afirmando que o país irá quebrar caso isso aconteça, com a retirada massiva dos investimentos no país. A “fuga dos milionários” é apenas uma vertente dessa política, a qual revela o desespero da burguesia diante de um crescimento ainda maior da rejeição popular contra o golpe. Os jornais golpistas tratam de afirmar que esses especuladores estão buscando outros países para “investir” e que o Brasil não seria mais vantajoso, uma clara chantagem.

Por outro lado, a propaganda da imprensa golpista sobre a “fuga dos milionários” revela também os efeitos do golpe sobre um setor da própria burguesia brasileira. É preciso destacar que a totalidade desses milionário que estão deixando o País fizeram campanha aberta pela derrubada da presidenta Dilma Rousseff, apontando seu governo como responsável por todos os males do País e apontando o golpe como solução para a crise. Agora, com a crise política elevada exponencialmente, abandonam o barco.

São os coxinhas que se vestiam de verde amarelo, afirmavam amar o Brasil, mas que, como se pode verificar na prática, não gostam nem um pouco do País e, na primeira oportunidade, fogem às pressas junto com suas fortunas. Só pensam em si mesmo, em defender seus mesquinhos interesses contra o povo brasileiro.