Fronteira entre Venezuela e Colômbia: infiltrados tomam tanques e atropelam cordão de segurança venezuelano

fra

Da redação – Na manhã deste sábado (23), dois tanques da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) da Venezuela foram tomados por infiltrados e investiram contra o cordão de segurança formado pelos militares venezuelanos, no lado venezuelano da ponte internacional Simón Bolívar.

Em seguida, o infiltrados saíram dos tanques e fugiram para o lado colombiano da fronteira, onde foram recebidos por dirigentes da extrema-direita venezuelana, como José Manuel Olivares e Vilca Fernández, que atuam contra a Venezuela em conspiração com o governo colombiano.

O ataque atingiu o cordão formado por 30 policiais venezuelanos e feriu um deles, bem como a uma fotógrafa chilena, como informa a repórter Madeleine García, do canal Telesur. As informações também dão conta de que houve um sinal do lado colombiano para que o ataque fosse executado.

O governo legítimo da Venezuela, do presidente Nicolás Maduro, ordenou o fechamento do lado venezuelano da fronteira na noite de ontem, logo depois que o governo colombiano fechasse a sua fronteira.

Na manhã de hoje, tropas venezuelanas foram deslocadas para a área fronteiriça com a Colômbia, para proteger o país de uma provável agressão militar da Colômbia a serviço do imperialismo.

Os EUA dizem que querem enviar, a todo o custo, “ajuda humanitária” para a Venezuela, embora sejam apenas 90 toneladas (se é que existem mesmo esses alimentos e remédios, os quais o governo venezuelano e outras entidades dizem serem produtos estragados e armas), enquanto Rússia, China e Cuba já enviaram mais de 1,2 mil toneladas de verdadeira ajuda humanitária à Venezuela na última semana.

A direita golpista venezuelana, que quer uma invasão militar do país, vem enfatizando que vai fazer com que essa falsa “ajuda humanitária” imperialista entre de qualquer maneira em território venezuelano, autorize o governo ou não. Trata-se de uma clara tentativa de invasão, pela via militar, que a Venezuela deve impedir e retaliar para proteger sua soberania contra a intervenção imperialista.

Fora imperialismo da Venezuela!

Acompanhe notícias televisivas ao vivo sobre o que está ocorrendo na Venezuela, na Telesur, mostrando o que a imprensa imperialista esconde sobre a Venezuela: