Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Mais de 10% foi o reajuste da carne durante o ano de 2017, mas os patrões só ofereceram aos trabalhadores do setor 1,83%.

Na próxima semana, sexta-feira (06/4) será realizada assembleia dos trabalhadores para debater o descaso dos patrões em relação ao reajuste salarial. Está completando cinco meses que os patrões não negociam as reivindicações dos trabalhadores. Confessam que os produtos todos estão sendo reajustados muito acima da inflação, totalmente manipulada pelo governo federal, mas insistem em oferecer um índice miserável de 1,83%.

Na reunião realizada na última quarta-feira (28/03), depois de quatro meses sem dar qualquer satisfação aos trabalhadores, não propuseram nada de novo, tiveram a cara de pau de repetir o que tinham oferecido na última negociação, em dezembro de 2017. Os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo, na reunião não aceitaram e consideram uma afronta aos trabalhadores os patrões trazerem à negociação a mesma proposta já rejeitada anteriormente.

Na sexta-feira da próxima semana haverá assembleia para discutir todo esse descaso. Será necessária a realização de uma greve na categoria dos frios para mostrar que os trabalhadores não estão nenhum pouco contentes com os patrões que vivem chorando de barriga cheia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas