Parar para viver
O governo do Paraná Ratinho Jr. e demais prefeitos do estado estão impondo o caos nos frigoríficos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Frigorifico-frango-Avenorte -PR
Nória de abatedouro | Foto: Reprodução

O governo do Paraná Carlos Roberto Massa Júnior, do golpista PSD, bem como, inúmeros prefeitos de várias cidades, incluindo o de Cianorte Claudemir Bongiorno, do também golpista MDB e dono do frigorífico Avenorte Avícola e ainda, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região querem aumentar o número de infectados e, consequentemente, a quantidade de mortos pelo coronavírus nos municípios do Estado.

No Paraná existem mais de trezentos frigoríficos e cerca de 100.000 operários, segundo a Secretaria Estadual de Saúde e, conforme todos os governadores do Brasil, o Paraná também vem escondendo os casos de coronavírus, inclusive e, principalmente em frigoríficos, setor este que é responsável por mais de 5.000 trabalhadores no Rio Grande do Sul que, mesmo com todas as manobras orquestradas pelo governador Eduardo Leite do golpista PSDB, para esconder a situação catastrófica nos frigoríficos de lá, não foi o suficiente para evitar que 25% dos casos oficiais confirmados.

O governador golpista Ratinho Jr. a exemplo do Rio Grande do Sul, é capaz de afirmar que 80% das mortes de pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave, como as causadas por coronavírus, não têm causa identificada, “mas não é Covid-19”. Se o Ratinho Jr. é capaz de tamanho descaramento, para esconder o verdadeiro descaso para com o conjunto da população, que dirá com os operários dos frigoríficos e seus familiares.

Para ver até onde se pode chegar os patrões e seu governo, o prefeito golpista Claudemir Bongiorno e dono da Avinorte Avícola, para forçar seus funcionários a trabalhar, testou meia dúzias de operários e, como não faltasse espaço para tamanho cinismo, diante da pressão existente e várias denuncias dos contágios, afastou os que se encontram em situação de risco, porem, de 22 de maio até o dia 09 de junho foram confirmados pelo Ministério Publico do Trabalho (MPT) 193 casos confirmados no frigorífico.

No entanto, à medida que a Justiça do Trabalho do Paraná determinou hoje a suspensão de todas as atividades presenciais do frigorífico Avenorte Avícola, em Cianorte, por 14 dias, por decisão do juiz Rodrigo da Costa Clazer que acatou uma ação movida pelo MPT (Ministério Público do Trabalho), onde foi identificado um surto do novo coronavírus no frigorífico, onde havia 193 funcionários contaminados, mais do que o registrado na própria cidade, imediatamente o desmascarado prefeito Claudemir, correu ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª região para liberar os funcionários para serem submetidos ao contágio e à morte.

Conforme G1 de 26 de junho foi autorizado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região a retornar as atividades com 40% dos funcionários. Os trabalhadores voltaram sem sequer ser realizado teste.

A atitude genocida do governo, do prefeito e TRT pode levar a situação em uma verdadeira tragédia na cidade, aumentando exponencialmente o coronavírus.

O prefeito golpista, preocupado com o lucro de sua indústria, no início de junho expressou sua única preocupação, qual seja: se a empresa parar, toda a cadeia produtiva da avicultura na região será afetada, gerando prejuízos incalculáveis para a atividade. Segundo ele, uma paralisação do abate significaria o sacrifício de milhões de aves de várias idades, além do descarte de ovos, o que configuraria uma janela de quase sete meses para recuperar a atividade, sem contar no número de empregos perdidos.

Essa política do prefeito patrão do setor frigorífico está seguindo a política do governo golpista do fascista Bolsonaro, onde a principal preocupação é a de trazer dólares para o Brasil, segundo a golpista, latifundiária e ministra da agricultura, Tereza Cristina.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) à frente, deve impulsionar a luta contra esses patrões genocidas e, os operários devem organizar em suas fábricas, comissões para debater e tirar propostas de encaminhamentos diante dessa situação catastrófica. A formação de conselhos populares, nas periferias, onde os trabalhadores residem, para discutir e tirar propostas diante da situação da pandemia do coronavírus.

Fora Ratinho Jr!

Fora Claudemir Bongiorno!

Fora Bolsonaro!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas