Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Captura de tela 2018-05-26 18.22.41
|

Uma exposição totalmente virtual; visualização das obras; vídeos sobre o impacto da pintora na vida de outras pintoras; explorar as obras em zoom; escritos, desenhos e cartas; “percorrer” e visualizar em 3D suas obras, casas, e diversos locais de sua vida. Essa é exposição sobre Frida Kahlo no sítio do Google Arts & Culture.

Diversos artigos, comentários passo a passo sobre detalhes nas obras de Frida (e quantos detalhes), sua trajetória de vida, os momentos que mais impactaram sua obra, como seu acidente quase fatal em um ônibus e o aborto que sofreu em um hospital nos Estados Unidos.

Com todas essas possibilidades, com certeza, o mais importante, é o acesso a mais de 800 obras da pintora, desenhista e muralista mexicana.

Nascida em 1907, Frida entrou no Partido Comunista mexicano em 1928, onde conheceu o muralista Diego Rivera, de quem foi esposa e colaboradora pela vida toda. Frida foi muito próxima de Leon Trótski, nos anos em que viveu no México; e podemos ver isso em um detalhe dessa exposição.

 

 

Obras de coleções particulares, dificilmente vistas, estão na exposição, que traz diversas interpretações da vida e obra de Frida Kahlo, que, nesse caso, facilmente se misturam pois ela fazia questão de colocar símbolos, eventos e “dicas” sobre sua vida e os acontecimentos mundiais; tudo retratado em diversas obras e um número grande de auto-retratos, em um contínuo durante sua vida.

A influência de Frida na música, fotografia e nas artes mexicanas é mostrada em sessões de vídeo que envolvem, inclusive a sobrinha-neta da pintora.

Para quem quer entender de arte, de política e da vida mexicana e mundial durante a vida de Frida Kahlo (1907-1954) pode realmente transitar por essa bela exposição que traz análises diversas, inclusive análises de André Breton sobre a obra da pintora. O escritor,  poeta e teórico do Dadá, e depois desse, do surrealismo, inclusive escrevendo o manifesto do movimento, fez parte do movimento que agregou Frida, Trótski e Diego Rivera e rendeu diversas pinturas, murais e escritos, como o próprio “Manifesto por uma Arte Revolucionária” em conjunto com Leon Trotski.

A mostra virtual está disponível no site do Google Arts & Culture, com o link abaixo:

https://artsandculture.google.com/project/frida-kahlo

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas