gasolina
|

A greve dos caminhoneiros, que parou todo o País por duas semanas, conseguiu colocar o governo golpista em xeque. Criando uma crise no abastecimento em várias partes do Brasil, os caminhoneiros, apoiados pela população e pelos petroleiros, forçaram o governo golpista a demitir o presidente da Petrobras e a recuar na alta do preço do Diesel.

Embora a greve tenha conquistado resultados importantes, a luta contra o aumento no preço do Diesel e contra a privatização da Petrobras não está nem perto de acabar. É necessário que os trabalhadores aproveitem a forte tendência à mobilização contra o golpe para realizar uma verdadeira greve geral contra os golpistas. Uma greve que possa colocar o governo contra a parede e que abra o caminho para a liberdade do ex-presidente Lula.

Em Roraima, um fato provou que o governo não será derrubado por meio de acordos. Cinco dias depois de o governo anunciar que o preço do Diesel cairia, os postos de gasolina de Boa Vista ainda não repassaram o desconto para o consumidor.

Os trabalhadores precisam das organizações operárias e camponesas na luta contra o golpe, pois está claro que, mais uma vez, a direita demonstra que não respeita lei nenhuma. O programa dos golpistas, dos empresários, é de devastação total do país, onde, por meio de promessas manobram e enganam a população de todas as formas imagináveis. A única forma de barrar os retrocessos é por meio de uma verdadeira mobilização revolucionária dos trabalhadores contra o golpe.

Relacionadas