Protestos na França
A onda de protestos na França parece não ter fim. Confrontos com a política são cada vez mais frequentes e violentos, levando o regime francês à tomar medidas reacionárias.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
15438717475c059d0306034_1543871747_3x2_md
Carro queimado após protestos na capital francesa | Thomas Samson/AFP

A onda de protestos na França parece não ter fim. Confrontos com a política são cada vez mais frequentes e violentos, levando o regime francês à tomar medidas ainda mais reacionárias contra as massas. Após a população ter tomado as ruas, o Senado francês suspendeu por maioria parlamentar a discussão do artigo 24 da nova lei de segurança que limita a divulgação de imagens de policiais em ação.

O presidente do grupo parlamentar LREM, que tem maioria presidencial na Assembleia Nacional, Christophe Castaner, informou em entrevista coletiva que “vamos propor uma nova redação completa do artigo 24” da Lei de Segurança Global. 

Castaner, não obstante, disse que não se pretende limitar a liberdade de imprensa e de expressão dos cidadãos, mas sim evitar que nas redes sociais apareçam imagens de agentes com dados pessoais e ameaças. Segundo Castaner, “sabemos que ainda há dúvidas” sobre o artigo. Ao mesmo tempo, por conta dos protestos, reconhecera que “quando há mal-entendido, é preciso saber ouvir”. No sábado, 29, dezenas de milhares de pessoas em toda a França marcharam contra este projeto de lei, após sua aprovação em primeira leitura na Câmara dos Deputados.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas