França: 450 escolas estão bloqueadas pela mobilização dos estudantes contra Macron

16635471

Da redação – Estudantes bloqueiam nesta terça-feira 450 escolas na França, em meio à grande mobilização estudantil que se somou ao movimento popular iniciado pelos “coletes amarelos” contra o regime neoliberal do presidente Emmanuel Macron.

Além das escolas, campi universitários também foram bloqueados, como em Nanterre, onde os estudantes colocaram cadeiras, mesas e fizeram barreiras na entrada. As informações são da Rádio França Internacional.

Em Rennes, 400 estudantes realizaram uma assembleia geral no campus de Villejean, pela qual decidiram democraticamente a continuidade do bloqueio da universidade Rennes 2.

Por sua vez, a polícia (que vem reprimindo as mobilizações de forma ditatorial, com milhares de detenções) impediu que um grupo de “coletes amarelos” se juntasse à manifestação estudantil e os deteve.

Os estudantes têm sido uma das maiores vítimas da repressão policial. “Em menos de sete dias, mais de mil estudantes” foram detidos pela polícia, disse o presidente do sindicato dos estudantes (UNL-SD), Louis Boyard.

Hoje também, além dos bloqueios de escolas e universidades, milhares de estudantes saíram às ruas de Paris para demonstrar repúdio a qualquer tentativa do governo de acabar com a revolta.