Fortes em Pernambuco completam 80 anos de tombamento

magem

Na última quinta-feira, três fortes em Pernambuco completaram 80 anos de tombamento. O Forte do Brum, o Forte das 5 Pontas e o Forte Orange são testemunhas da História do Estado nordestino, tendo sido tombados pelo IPHAN no ano de 1938. As três fortalezas, que constam no volume 1 dos Livros do Tombo Histórico e das Belas Artes, são candidatas à Patrimônio da Humanidade junto à UNESCO.

O Forte de São Batista do Brum está localizado no bairro do Recife, na parte central da capital pernambucana. Construído no século XVII, o forte participou de vários momentos decisivos da História pernambucana, servindo tanto de refúgio para governadores, como de presídio para os rebeldes de insurreições.

O Forte Tiago das Cinco Pontas também construído no século XVII, mas por iniciativa de comandantes neerlandeses, durante a ocupação holandesa na capitania pernambucana. No século XIX, foi o local onde o Capitão José de Barros (o Leão Coroado) resistiu à voz de prisão, matando à espada o Brigadeiro Barbosa de Castro. Depois da revolução o forte foi utilizado como presídio para os revolucionários.

O Forte Santa Cruz de Itamaracá, conhecido como Forte Orange, fica na paradisíaca Ilha de Itamaracá, no Litoral Norte pernambucano. O forte foi inicialmente construído pelos holandeses, mas, após a expulsão destes pelos portugueses, uma nova construção foi reerguida pelos vitoriosos.