Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
150662584459cd4934c3e1f_1506625844_3x2_rt
|

Da redação – O novo comandante do Exército Brasileiro será o general Edson Leal Pujol, escolhido pelo futuro ministro da Defesa do governo ilegítimo de Jair Bolsonaro, o também general Fernando Azevedo e Silva.

Pujol estudou na Escola de Blindados do Exército dos Estados Unidos (Armor School), em Fort Knox.

Tal formação demonstra o vínculo dos militares brasileiros com os Estados Unidos. Desde a década de 1940, militares das Forças Armadas têm realizado estudos de formação no país imperialista, como uma imposição norte-americana e forma de controle das FFAA brasileiras.

Muitos deles foram formados na famosa Escola das Américas, onde o imperialismo treinava os piores torturadores das ditaduras militares na América Latina.

Diversos militares já estão confirmados em postos-chave do governo Bolsonaro. Entre eles, destacam-se os generais Augusto Heleno e Juarez Azevedo. O primeiro, que será chefe do GSI, foi palestrante na Escola das Américas em 2006, e o segundo, que assumirá os Correios, trabalhou na junta interamericana de defesa em Washington.

Trata-se de um governo cada vez mais militarizado e os militares que formarão o governo são muito próximos (para não dizer submissos) ao poder imperialista dos EUA.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas