Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
marchezan
|

Da redação – Nesta terça-feira, 7, por volta das 11 horas da manhã, municipários em greve na cidade de Porto Alegre (RS), ocuparam o Salão Nobre da prefeitura contra os ataques de vereadores direitistas que articulam ataque às condições de trabalho em conjunto ao prefeito Nelson Marchezan (PSDB).

Os funcionários públicos pedem negociação salarial e denunciam a completa falta de diálogo com o prefeito fascista. Pelo menos 200 pessoas estavam no local para se manifestar e segundo o diretor-geral do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), Alberto Terres, os manifestantes só sairiam do prédio depois de realizarem uma mesa de negociação com o prefeito ou um integrante da prefeitura.

Entre no site do Simpa e veja todo plano de destruição do PSDB, tanto na aposentadoria quanto nos planos de carreira.

E para os trabalhadores que querem entender melhor como os tucanos são inimigos dos servidores públicos, segue a íntegra da nota da prefeitura golpista que diz ter interesse em dialogar, enquanto chama a polícia para agredir os trabalhadores.

“Nós queremos discutir os problemas dos servidores do município. Nossa permanência vai depender exclusivamente do prefeito, de enviar pelo menos um secretário aqui para iniciarmos o diálogo”, disse Terres.

Em nota, a administração golpista disse que solicitou a convocação de policiais militares para “detenção e identificação dos infratores invasores.” Leia abaixo a íntegra:

O prefeito Nelson Marchezan Júnior encaminhou, no final da manhã desta terça-feira, 7, ofício ao secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, solicitando, em caráter de urgência, a imediata convocação da Brigada Militar (BM) para detenção e identificação dos infratores invasores do Paço Municipal. Marchezan também pediu auxílio da força policial a desocupação do Paço Municipal, invadido por dezenas de pessoas ligadas ao Simpa.

No texto o chefe do Executivo relata que os invasores estão impedindo e ameaçando servidores públicos municipais que estão sofrendo inclusive cárcere privado, não podendo deixar suas salas em razão da possibilidade iminente de agressão.

O prefeito lembra que o Paço Municipal é um prédio histórico tombado dotado de valor patrimonial incalculável com sérios riscos de ter seu valioso patrimônio danificado.”

Resumindo, o prédio, o loca, o patrimônio vale muito, a ponto de ser defendido à força. Enquanto os funcionários que são a base do funcionalismo publico, merecem o fim da aposentadoria pelos golpistas, a destruição dos direitos trabalhistas e até mesmo o fim da estabilidade dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas