Fora Doria: aumento das passagens para R$ 4,30 é um assalto à população de São Paulo

joao-doria

Da redação – O governador fascista eleito pela fraude eleitoral, João Doria (PSDB), publicou hoje (03) no Diário Oficial o aumento absurdo da passagem de trem e metrô, de R$ 4,00 para R$ 4,30.

Trata-se de uma elevação de 7,5% – mais do que o dobro da inflação acumulada nos últimos 12 meses, que foi de 3,6% segundo o Banco Central. O aumento das tarifas de metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vai valer a partir do dia 13.

Além disso, o prefeito coxinha da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), que herdou o cargo de Doria, aumentou o preço da tarifa de ônibus, também de R$ 4,00 para R$ 4,30, que passa a valer a partir da próxima segunda-feira (07).

O PSDB, que nada tem de diferente do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, já começa 2019 impondo um brutal ataque a toda a população de São Paulo.

É um assalto contra o povo, para entregar o dinheiro dos trabalhadores à máfia dos transportes, controlada pelos monopólios capitalistas, sócios dos governos estadual e municipal.

O movimento popular de São Paulo e os trabalhadores devem dizer “não” ao aumento, organizando desde já grandes atos contra o preço absurdo da passagem e pela derrubada do governo ilegítimo de João Doria, que prometeu privatizar os recursos públicos e destruir todos os serviços e os direitos dos trabalhadores, política que já iniciou quando era prefeito da cidade de São Paulo.