A questão é o poder
É hora de aproveitar o momento favorável, de enfrentar a extrema-direita e de levar às ruas a palavra de ordem mais popular do país
2019.Faixa aérea fora Bolsonaro
Foto: Arquivo DCO |

No último fim de semana foi realizada a 2ª Conferência Aberta de Luta, organizada pelos comitês de luta contra o golpe de todo o país. Essa Conferência nacional foi um sucesso e representa uma vitória dos comitês no enfrentamento com a direita golpista. A partir desse evento foi possível organizar coletivamente um plano de ação para enfrentar os golpistas no próximo período. Com esse propósito, os comitês definiram como palavra de ordem central para este o momento o Fora Bolsonaro! Uma palavra de ordem em torno da qual diversos movimentos, com reivindicações diversas, podem se aglutinar para levar adiante um embate comum.

O evento foi uma oportunidade para os comitês levantarem um conjunto de reivindicações que servem como um programa para o país sair da crise em que a direita o colocou a partir da campanha golpista que levaria à queda de Dilma Rousseff. Para o desemprego, os comitês debateram a necessidade de uma jornada de trabalho de 35 horas semanais sem perda de salário; para interromper o genocídio de trabalhadores pobres nas periferias das grandes cidades e no campo, levantou-se a necessidade da dissolução da PM; para a defesa contra os ataques da extrema-direita, formação de comitês de autodefesa.

Todo esse programa leva a uma palavra de ordem central, que concentra todas as reivindicações. Essa palavra de ordem é o Fora Bolsonaro! Uma palavra de ordem que coloca no centro da luta contra a direita a questão do poder. A luta pelo programa mobiliza contra o governo golpista, e o governo golpista precisa ser derrubado. É esse problema que a palavra de ordem relativa ao poder coloca no centro da questão da luta contra o golpe.

Essa palavra de ordem já é popular entre os trabalhadores e a juventude, como já mostraram todos os protestos grandes ocorridos durante 2019, e também grande eventos culturais. A rejeição generalizada ao governo Bolsonaro manifestou-se em todas essas ocasiões, mostrando que Bolsonaro é extremamente impopular. Uma campanha em torno disso dará vazão a uma demanda das massas. É preciso, portanto, organizar uma campanha com atos de rua que tenham essa questão como eixo central. Uma campanha pelo Fora Bolsonaro.

É hora de aproveitar o momento favorável à mobilização contra o governo. O governo é impopular e a situação econômica insuportável. É necessário enfrentar a extrema-direita, que está se desenvolvendo, antes que seja tarde demais. E para isso é preciso esquecer as ilusões eleitorais e levantar a palavra de ordem mais popular do país nas ruas: Fora Bolsonaro!

Relacionadas