Fora Bolsonaro: 7 motivos para pedir a saída de Bolsonaro!

bolsonaro-presidente-e1550449151617

Neste Carnaval, a grande festa popular, um grito, entoado por milhões brasileiros, pode ser ouvido nos quatro cantos do país. O preceito pouco elogioso ao presidente golpista e fascistóide Jair Bolsonaro revelou um anseio premente da população: o povo brasileiro não aceito o resultado das eleições fraudadas e quer a derrubada do governo. Esse é o significado da coro de milhões de vozes que achincalhou o presidente.

Destaquemos aqui sete motivos essenciais, mas nem de longe os únicos, para gritar a plenos pulmões e principalmente organizar-se pelo Fora Bolsonaro.

1- Um governo ilegítimo.

O governo Bolsonaro é fruto de um fraude eleitoral. Bolsonaro é  a continuação do golpe de Estado realizado em 2016. Com a total desintegração do regime político anterior foi necessário  para a burguesia golpista legitimar-se minimamente perante ao povo brasileiro, para erigir um regime que fosse capaz de levar adiante o programa neoliberal e ao mesmo tempo permitir que fosse feito sem grandes abalos sociais.

O meio desta legitimação era a eleição, que prepararam minuciosamente para derrotar a esquerda; o PT. Tanto foi necessário rasgar a Constituição Nacional, colocar na cadeia ilegalmente o principal candidato da esquerda e disparado o mais bem cotado para vencê-la no primeiro turno. Uma operação tão aberrante e escancarada que o mesmo que condenou ex- presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que seria hoje presidente caso não fosse impedido e preso ilegalmente, ganhou em troca do serviço um ministério.

Bolsonaro, único candidato da burguesia com alguma base social (de extrema-direita e extremamente minoritária, diga-se de passagem) foi, por isso, escolhido de última hora e levado a presidência por todo o aparato da burguesia e do imperialismo, porém obtendo apenas um terço dos votos válidos. Isso sem contar um sem número de arbitrariedades e crimes que a Justiça Eleitoral e a imprensa capitalista cometeram contra o PT  e a esquerda. Em si a eleição foi uma fraude e o que a pode constatar nela é que a maioria do povo brasileiro, mesmo com todo o esforço da burguesia e da imprensa capitalista, não apoia o bolsonarismo.

2- Um presidente dos banqueiros e do imperialismo

Como produto de uma fraude, Bolsonaro e seu governo como um todo não têm nenhum compromisso com o povo brasileiro e sim com aqueles que os elegeram, ou seja, os banqueiros e o capital imperialista norte-americano. Um governo diretamente a serviço do capital, em particular estrangeiro. Essa é a contrapartida e a explicação para a entrega total da riqueza nacional para o capital privado que o governo pretende e está realizando.

 

3- Quer jogar o Brasil numa guerra contra a Venezuela

A mando do capital Internacional os golpistas brasileiros querem jogar o Brasil em um guerra fratricida para atender os interesses das petroleiras dos EUA e de Trump. A Venezuela é um país livre e soberano e seu governo, absolutamente legítimo. O governo Bolsonaro é um governo imposto pelo capitalistas, um governo colonial que para agradar seus donos quer auxiliar os EUA a roubar e assassinar o povo Venezuelano. Fora o imperialismo da Venezuela, Fora Bolsonaro.

 

 

4- Quer roubar a aposentadoria do trabalhador brasileiro

Umas grandes tarefas do governo ilegítimo de Bolsonaro é  roubar a aposentadoria do trabalhador brasileiro, o maior roubo que a história já viu, da ordem de 1 trilhão de reais, e com isso desviar recursos para o pagamento da dívida pública, ou seja financiar os bancos. Ao mesmo tempo com tal “reforma” pretende abrir o mercado para os bancos realizarem a previdência privada. É a destruição de um serviço essencial e de um direito fundamental, além do roubo do trabalhador para atender os interesses dos capitalistas contra o povo brasileiro, um crime de um traidor da Pátria.

5- Quer implementar o escola com  fascismo

Para ter sucesso em sua empreitada contra o povo brasileiro, o regime golpista tem necessidade de aprofundar a política repressiva. Um dos principais projetos dos bolsonaristas é o “escola com fascismo”, cinicamente denominado “escola sem partido”. Pretende-se criar uma ampla ofensiva nacional de censura e de perseguição à esquerda, ao mesmo tempo que se exerce uma doutrinação fascista e anti científica na escola. Eis o objetivo do projeto, que evidentemente tem como pano de fundo o auxílio na destruição completa do sistema educacional público com vistas à sua privatização.

 

6- O Brasil não aguenta 4 anos de governo Bolsonaro

A crise econômica provocada pelo golpe levou o país a uma situação crítica com mais 13 milhões milhões desempregados, milhões de desalentados e um processo de desindustrialização que já se insinua, isso sem perspectiva de crescimento econômico. A política econômica do Chicago boy, Paulo Guedes, ministro da economia de Bolsonaro e homem de confiança dos bancos tende a aprofundar a crise econômica brasileira, por sua subserviência aos interesses do imperialismo. Quatro anos de Bolsonaro seriam quatro anos de desemprego recorde, retração econômica, destruição do mercado interno e do pequeno capital local em favor do grande capital estrangeiro, aumento no custo de vida, devido ao completo controle do mercado sobre os preços, ou seja, dos bancos e especuladores. Uma catástrofe para o povo.

7- O povo clama: Fora Bolsonaro

O Carnaval, desta do povo mostrou cabalmente a fraude eleitoral. A base bolsonarista sumiu completamente e todo povo é pelo Fora Bolsonaro. É preciso desde já começar a campanha: Fora Bolsonaro e todos os golpistas.

Veja as manifestações populares: