HAMBURGUER CE1920
SHARE

Rui Pimenta: “Doria pode ser o candidato principal da burguesia”

Não à infiltração!

Fora a direita golpista e neoliberal do movimento popular!

Reproduzimos abaixo texto do panfleto que será distribuído nos atos deste sábado pelos militantes do PCO em todo o País

O PSDB de São Paulo anunciou que irá infiltrar 2 mil fascistas para destruir o ato deste sábado – Foto: Reprodução

O PSDB anunciou oficialmente que pretende participar do ato pelo “fora Bolsonaro” deste dia 3 de julho na Avenida Paulista, em São Paulo. Segundo seus dirigentes, o partido vai levar seus membros (na verdade, pessoas pagas) de verde e amarelo. Essa decisão faz parte da manobra da burguesia para destruir a mobilização popular que tomou fôlego nos dias 29 de maio e 19 de junho. 

Por que querem se infiltrar nas nossas manifestações?

Diante dos gigantescos atos de massas, a direita percebeu que a situação pode sair do controle. Se é para derrubar Bolsonaro, então a burguesia só pretende permitir que isso aconteça de maneira controlada pela direita, não pelo povo. Por isso querem levar o povo que está mobilizado nas ruas a acreditar que a CPI e o “superpedido de impeachment” vão resultar na derrubada do governo quando, na realidade, estão todos mancomunados para impedir que o regime político estabelecido com o golpe de 2016 seja abalado pela mobilização.

“Fora Bolsonaro” não é a mesma coisa que “impeachment”

A mobilização nas ruas não está sendo feita para pressionar o governo e tampouco para servir de trampolim eleitoral para oportunistas. Além das reivindicações emergenciais, como a vacinação e um auxílio emergencial de verdade, o povo está mobilizado nas ruas para lutar pela derrubada imediata do governo Bolsonaro. Nenhuma manobra no Congresso vai resolver os problemas do País. Colocar o movimento a reboque de um eventual – embora improvável – impeachment seria o caminho para a derrota.

São todos genocidas!

É muito cinismo do PSDB e da direita. Quem colocou o povo na rua e representa os interesses populares é a esquerda, não a direita. 

A direita fez de tudo para impedir as manifestações. A direita, particularmente o PSDB, é cúmplice do genocídio. Foram eles que sucatearam o sistema de Saúde, privatizando e cortando investimentos por todo o País. 

Foram PSDB, MDB e DEM, no governo Temer, que impuseram o congelamento de gastos na Saúde e Educação por 20 anos. São tão ou mais responsáveis pelo genocídio de 500 mil brasileiros que o próprio Bolsonaro. 

O PSDB é o partido de João Doria, aquele mesmo que em 2018 foi eleito com o apoio de Bolsonaro, na campanha “BolsoDoria”, e que apoiou Bolsonaro na eleição para presidente da República em uma campanha fascista contra os trabalhadores e a esquerda. 

As ruas são do povo! Fora a direita golpista e fascista!

A direita tenta se infiltrar nos atos fazendo o discurso demagógico de que “todos” deveriam ter vez nos atos, e também por meio das cores verde e amarela – as cores dos coxinhas que derrubaram a ex-presidenta Dilma Rousseff e elegeram Bolsonaro, as cores do próprio Bolsonaro! 

Os trabalhadores e a esquerda não podem deixar que a direita tome conta dos atos, porque ela quer destruí-los. Se ousarem provocar nosso movimento com a tentativa de se misturar ao povo nas ruas, é preciso expulsar o PSDB e toda a direita golpista, neoliberal, fascista e verde e amarela dos atos, na marra, se for preciso!

O que queremos?

Precisamos de um plano de lutas que dê continuidade e desenvolva a mobilização, mantendo a população nas ruas até a derrubada do governo. 

É preciso levar os protestos para todos os cantos do País. Organizar a luta em cada bairro, cada cidade, cada Estado, em todas as regiões do País.

É preciso mobilizar as categorias de trabalhadores que estão sendo duramente atacadas, com particular atenção às ameaçadas pelas privatizações dos Correios, da Eletrobrás etc. É necessário ir às comunidades e bairros operários fazer um trabalho de convocação dirigido à ampla massa de trabalhadores e oprimidos de nosso país.

Uma frente única da esquerda

As manifestações de rua são o resultado de uma frente única da esquerda. Para conseguir desenvolver e ampliar a mobilização, é preciso dar a essa frente única um caráter organizado.

Para isso, é necessário criar comitês de luta com a participação de todos os que queiram lutar e realizar reuniões públicas.

A mobilização tem que ser a mais democrática possível, é preciso que essa frente única se mantenha como uma frente única da esquerda. Ou seja: os partidos e organizações de direita têm que ficar de fora da organização da mobilização

Nesse sentido, levantamos algumas reivindicações fundamentais, que unem os trabalhadores da cidade e do campo, a juventude e todos os explorados na luta contra o regime golpista, 

  • Vacina para todos! Com a quebra das patentes e controle popular
  • Auxílio emergencial já! De, pelo menos, um salário mínimo enquanto a crise durar
  • Não à privatização dos Correios e da Eletrobrás. Reversão de todas as privatizações
  • Fim da violência policial! Dissolução da Polícia Militar
  • Não ao desemprego, redução da jornada de trabalho para 35 horas semanais
  • Estatização da saúde
  • Estatização da ensino, educação para todos
  • Não ao fechamento das universidades públicas, aumento da verba federal para as universidades
  • Direito a terra e moradia, em defesa das ocupações na cidade e no campo
  • Fim da ditadura dos bancos, estatização do sistema bancário
  • Fora Bolsonaro!
  • Por um governo dos trabalhadores!
  • Lula presidente!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.