Menu da Rede

Anterior
Próximo

Jornada de Nacional de Luta

FNL inicia jornada de lutas em 13 estados pela reforma agrária

Nesta segunda, 11 de janeiro de 2021, a Frente Nacional de Luta - Por Terra, Trabalho e Liberdade (FNL) iniciou mais uma Jornada Nacional de Lutas

Tempo de Leitura: 2 Minutos

Manifestantes em frente ao prédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário 02/02/2016 – Foto: José Cruz / Agência Brasil

Publicidade

Nesta segunda-feira, dia 11 de janeiro de 2021, a Frente Nacional de Luta – Por Terra, Trabalho e Liberdade (FNL) iniciou mais uma Jornada Nacional de Lutas. A iniciativa ocorre simultaneamente em 13 estados da federação com atividades em diversas frentes.

A Jornada Nacional de Luta

A FNL reivindica a desapropriação de terras para a realização da Reforma Agrária, moradia, uma política pública de combate à fome e o desemprego. Nessa jornada nacional, como nas anteriores, a organização iniciou uma série de mobilizações em várias frentes, como manifestações públicas, fechamento de rodovias e ocupação de terras, rurais e urbanas, em diversas partes do país. As atividades iniciais ocorreram em 13 dos 26 estados da união, demonstrando uma ampla distribuição do movimento pelo território nacional.

Urgência da reforma agrária

Neste momento, a situação política e econômica traz à tona com urgência a pauta da reforma agrária. A repressão crescente no campo a cada dia toma proporções alarmantes, colocando de forma indispensável a necessidade de organização e mobilização do trabalhador do campo contra o latifúndio.

O avanço da luta no campo neste momento passa necessariamente pela organização da autodefesa contra a extrema-direita, agrupada detrás do governo golpista de Bolsonaro. A política dos golpistas vêm aprofundando a níveis abissais os ataques aos trabalhadores do campo, inaugurando uma era de massacres muito semelhantes ao do período FHC (PSDB) e à ditadura militar. Portanto, apenas a derrota do golpe de Estado, com uma campanha pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas, pode reverter essa situação.

Caminho para derrotar os golpistas

Essa Jornada Nacional de Luta da FNL segue no caminho certo da mobilização necessária para derrotar o governo Bolsonaro. Apenas com mobilização, organização e unidade dos trabalhadores do campo e da cidade, os golpistas serão derrotados. 

Com os trabalhadores ocupando fábricas, realizando assentamentos no campo, tomando de volta as ruas, que o golpe de Estado será derrotado. Ou seja, através da unidade na luta, em mobilizações, greves, ocupações, enfrentamentos com a direita e a extrema-direita, é que os trabalhadores se unificarão contra o regime.

O cretinismo parlamentar praticado pela esquerda pequeno-burguesa é justamente o oposto de uma jornada de lutas ou da luta em qualquer sentido. Na realidade, o Congresso é o maior cemitério de lutas populares que há no País, é lá onde foram sepultados pela direita e pela esquerda pequeno-burguesa as reivindicações dos movimentos populares.

Neste sentido, a Jornada Nacional de Lutas por moradia, terra e por um programa para os trabalhadores do campo e da cidade é um exemplo do que deve ser feito, uma forma de combater na prática a política de substituir as lutas populares por manobras parlamentares.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

"Fora Bolsonaro": debate entre Rui Costa Pimenta e Breno Altman - Universidade Marxista nº 408

247 Visualizações 88 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend