FMI rebaixa expectativa de crescimento do PIB mundial para 0,8%

naom_59096cf3ddd5a

O Fundo Monetário Internacional, o FMI, reduziu para baixo a projeção de crescimento da economia nacional deste ano. O último relatório do órgão apontou que em 2019, o “crescimento” da economia brasileira ficará em 0,82%. O índice é bem abaixo do número divulgado em abril, que era de 2,1%. Em janeiro, a projeção era de 2,5%, fato que comprova o fracasso da política golpista, imposta pelo imperialismo no país.

A projeção a nível mundial também evidencia a crise generalizada do modelo capitalista.  Para o FMI, a expectativa de crescimento da economia mundial está abaixo do esperado, tanto em 2019, quanto em 2020. Para este ano o crescimento será aproximadamente de 3,2%, o esperado era de 3,3%. Para o próximo ano a expectativa será de 3,3%, o esperado era de 3,6%.

Os dados apontam que os efeitos da crise de 2008 continuam se acentuando no mundo todo. Isto foi afirmado inclusive pelo atual diretor interino do FMI, David Lipton, o qual chegou a fazer um alerta para os bancos centrais do mundo todo para que estejam preparados para a continuação da desaceleração da economia.

Outro dado que aponta esta tendência foi o crescimento do PIB chinês no primeiro semestre deste ano. Apesar de ser um número elevado se comparado a outros países, 6,3%, o crescimento do PIB da China é o menor deste período em comparação aos últimos 27 anos.

A falência da economia capitalista a nível mundial é apenas uma expressão da falência do próprio capitalismo como um todo, o qual já se encontra em sua fase terminal.