Siga o DCO nas redes sociais

Florianópolis: população tem que ir buscar água em baldes
estiagem 01_0
estiagem 01_0

Desde o mês passado, a capital catarinense (Florianópolis) e as cidades da região sofrem falta de abastecimento de água. Segundo a Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) a situação só será regularizada se houver chuva significativa ou em 15 dias, quando serão instaladas novas bombas para distribuir água pela região.

Enquanto a empresa responsável apresenta desculpas de que nenhum morador ficou 24h seguidas sem água, a população sofre entre o abastecimento irregular a dias sem sequer um pingo d’água, tendo até que buscar água em baldes, mostrando o descaso do governo com a população na capital do estado mais bolsonarista do Brasil.

Não bastando a situação de ataque à população, o prefeito direitista Gean Loureiro (ex MDB, hoje sem partido) assinou no último dia 8 decreto proibindo a utilização de água canalizada para a lavagem de carros, calçadas, passeios públicos e pátios de imóveis municipais. Ou seja, para a direita, a cidade não ter abastecimento de água é culpa do povo.