Flip: coxinhas tentam impedir Greenwald de falar e fracassam

zzglen_flip01

Nessa noite de sexta-feira, 12/07, ocorreu a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), no Rio de Janeiro. Em paralelo a ela ocorria a Festa Literária Pirata das Editoras Independentes (Flipei), a qual o jornalista Gleen Greenwald foi convidado para falar sobre os vazamentos da Lava-Jato que colocaram em cheque o juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol.

Os coxinhas da cidade decidiram fazer um protesto a favor de Sérgio Moro soltando rojões e tocando o hino nacional para tentar impedir Greenwald de falar.

O protesto, no entanto, se virou contra os coxinhas. Gritos de “fascistas, não passarão”, “Lula Livre” e “Juiz ladrão / Moro na prisão” ecoavam da plateia toda vez que Greenwald era interrompido pelos fascistas.

Diferentemente do que diz a imprensa burguesa, o jornalista conseguiu falar tranquilamente e o protesto foi um fracasso, assim como todo os outros promovidos pela direita golpista. Isso demonstra a consciência do povo em relação a seriedade dos vazamentos publicados no jornal The Intercept e a ilegitimidade do governo Bolsonaro e da prisão de Lula.