Finanças dos Correios está em disputa entre golpistas

temer-kassab-bid-finep-assinatura.jpg

Os golpistas do Correios demitiram essa semana o vice-diretor de Finanças da ECT, Guilherme Henriques, indicado pelos golpistas do MDB, diretamente do senador Edison Lobão.

Não se trata de competência ou falta dela, mas obviamente de negociatas entre os partidos golpistas para entregar os cofres dos Correios para algum outro cacique político da direita golpista.

Os cofres dos Correios, segundo dados subdimensionados passariam de 30 bilhões de reais por ano, um orçamento superior a muitos Estados do país.

Essa fortuna, construída dia-dia com o suor dos trabalhadores, vem sendo retirada de seus legítimos donos, os funcionários dos Correios, através do arrocho salarial, de um piso de cerca de R$ 1300,00, combinado com a retirada de direitos, como a implementação das mensalidades no plano de saúde dos trabalhadores.

Somente com a eleição direta para todos os cargos dos Correios, entre os trabalhadores da empresa, desde o cargo de presidente à supervisor de operações, com mandatos revogáveis pelos próprios trabalhadores, é possível colocar toda essa estrutura da ECT (Empresa Brasileira de Correios) á serviço da população brasileira, mantendo a empresa pública, direitos  e atendimento das reivindicações da categoria.