Fim do foro por prerrogativa de função: 51 parlamentares nas mãos de corporações

xforo-privilegiado.jpg.pagespeed.ic.oxuLhbVOQP

Depois de ter decido julgar apenas os crimes de parlamentares cometidos durante o exercício do mandato e com ele relacionados (3), o Supremo Tribunal Federal (STF) enviou para as instâncias inferiores casos penais de pelo menos 44 deputados federais e 7 senadores. Dentre os feitos, alguns se encontram ainda na fase de inquérito ou de abertura de inquérito.

Isto mostra que os congressistas, sejam eles quem for, embora tenham sido eleitos pelo povo, a cada dia que passa, estão ficando totalmente à merce das vontades e dos arbítrios do Ministério Público e da Justiça, órgãos estes que compõem a casta mais privilegiada do funcionalismo público, profundamente corporativista, interessada em manter suas regalias e seu poder, sem prestar qualquer tipo de conta ao Estado ou à sociedade.