Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Em mais uma demonstração de total falta de noção da realidade e desprezo com o povo brasileiro, o ministro militar e golpista Sérgio Etchegoyen declarou que não vê problemas no fichamento de moradores das favelas do Rio de Janeiro, pois ninguém se incomoda de ser fichado para entrar com seu carro em um condomínio de luxo ou para ir aos Estados Unidos, visitar a Disney ou “comprar o enxoval dos netos”.

Etchegoyen, que tem uma longa tradição de golpistas em sua família, deixou bem claro o jeito que ele e todos os militares pensam. Os pobres, favelados e mais necessitados de todo o país devem ter um tratamento análogo ao jeito que os EUA tratam seus imigrantes: como lixo.

Continuando o festival de bobagens, segundo o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, a situação de violência e calamidade no Rio de Janeiro não se dá por conta do abandono da população mais pobre, mas sim por conta da “falta de referências”. Resta saber qual referência seria essa. Talvez a referência preferida dos militares golpistas, que é a cultura do povo norte-americano, como já se pode perceber na fala sobre a Disney.

No mesmo evento, organizado pela Revista Voto, estavam presentes, além de Etchegoyen, a senadora Ana Amélia Lemos (PP), o deputado Ronaldo Nogueira (PTB), e os ministros Osmar Terra e Carlos Marun, que chegou a declarar que Temer é “o melhor presidente da história do Brasil”. Todos foram homenageados durante cerimônia de luxo no hotel Sheraton de Porto Alegre.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas