FHC, Ciro e a extrema direita pensam igual: para eles Lula não é preso político

fhc-foto-george-gianni-psdb-

Os golpistas seguem afinados no discurso, mesmo com alguns tentando disfarçar sua posição para não ter sua suposta “popularidade” prejudicada. Fernando Henrique Cardoso, em entrevista recente para O Estado de S. Paulo, disse que Lula “não é um preso político”, pontuando que esse seria um discurso do PT diante da atual situação. Acompanham este mesmo raciocínio de FHC, o tucano em pele de cordeiro Ciro Gomes e todos os setores da extrema-direita.

Para eles, o que ocorre no Brasil está em total concordância com a lei, mesmo com o atropelamento púbico e notório da Constituição, que prevê que alguém só pode ser preso se tiver o trânsito em julgado por todas as instancias cabíveis da Justiça. Esse discurso coxinha, de que “a lei é para todos”, está dirigido a direitistas ignorantes  que acreditam até mesmo que a Al-Jazeera é uma organização terrorista, e provavelmente acreditariam que a terra é plana, se assim discursassem as suas lideranças.

Já FHC, Ciro e demais lideranças direitistas sabem muito bem o que diz a lei e o golpe que estão defendendo. Eles dão suporte, com diferentes argumentos e níveis de cinismo diferentes, ao plano de ataque imperialista ao Brasil, e não podem, de forma alguma, serem confundidos como lideranças que poderiam defender algum interesse nacional, nem por um segundo.