Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Former Sao Paulo Mayor Fernando Haddad, who was registered as Brazil's former President Luiz Inacio Lula da Silva vice-president candidate leaves the Federal Police headquarters in Curitiba, Brazil August 16, 2018.  REUTERS/Rodolfo Buhrer
|

Da redação – O Ministério Público de São Paulo ofereceu denúncia pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha contra Fernando Haddad, candidato a vice na chapa do PT e de Lula para a Presidência da República. Trata-se do terceiro inquérito provido pelos desdobramentos da delação premiada do ex-presidente da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa.

O promotor do caso, Marcelo Mendroni, utilizou a desmoralizada teoria do domínio do fato para afirmar que, em 2013, quando ainda recém eleito prefeito de São Paulo, Fernando Haddad teria utilizado o cargo para solicitar suposta vantagem indevida.

A campanha golpista contra Haddad acontece justamente no momento de maior tensão para a burguesia desde a queda de Dilma Rousseff. Lula lidera em absoluto todas as pesquisas de intenção de voto e a denúncia contra seu vice serve para demonstrar que o golpe fará de tudo para não permitir que a candidatura da chapa de Lula se desenvolva sem um enfrentamento contundente. 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas