Salvo pelo Ficher
Felix Fischer, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), retirou da pauta da 5ª Turma a análise de um recurso da defesa do senador Flávio Bolsonaro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Felix_fischer
Felix Fischer, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) | Créditos: Reprodução

Nesta terça-feira, 15, Felix Fischer, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), retirou da pauta da 5ª Turma a análise de um recurso da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Nesse caso, trata-se das supostas “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Essa, no entanto, não é a primeira atuação de Fischer quanto ao caso de Flávio Bolsonaro. O ministro já rejeitou 2 vezes, individualmente, o pedido da defesa do congressista.

Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), Flávio Bolsonaro teria comandado uma organização criminosa que atuou em seu gabinete no período em que foi deputado estadual (2003 a 2018), atuando através de desvios de salários de servidores de seu gabinete para uso pessoal.

Segundo a promotoria, o dinheiro era lavado através da compra de imóveis e de numa loja de chocolates no Rio da qual, coincidentemente, o senador é sócio. Evidentemente, essa ação é um claro pedido para paralisar as investigações. Ademais, não há data para que o caso seja retomado.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas