Cinismo da direita
Empresário é a bola da vez da direita que o utiliza para fazer campanha contra a polarização política e pela frente ampla com os golpistas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
flpneto
"Herói do povo" | Foto: Reprodução

Felipe Neto é um youtuber e empresário que possui milhões de seguidores jovens em seu canal. Com vídeos sobre jogos de vídeo-game, causos “bizarros” e amenidades despolitizadas, o contador do Youtube marca 39 milhões de seguidores em seu canal criado em 2010. Assim como Tábata Amaral, Felipe Neto é mais um jovem nascido em família pobre que “consegue” se especializar em Harvard e ter muito sucesso ao voltar ao Brasil.

Pois bem, de um tempo para cá, com a intensificação da campanha golpista contra a presidente legitimamente eleita Dilma Rousseff, o youtuber passou a demonstrar ser um ator político bolsonarista e de extrema direita. Em um vídeo publicado na internet, ele xinga a então presidente Dilma de vadia e incentiva a sua derrubada pela direita, a mesma direita que extinguiu direitos históricos dos trabalhadores e continua destruindo renda, emprego e os poucos direitos que restaram à população pobre.

Em entrevista no mês de maio no programa tucano Roda Viva da TV Cultura, o hoje “arrependido” do golpe contra a presidente declarou que errou naquela época: “por falta de estudo, profundidade, por elitismo” e disse que nos últimos três anos está “tentando corrigir esse erro e tentando afastar o máximo possível essa possibilidade de opressão que a gente vê hoje”. Essa aparente mudança é pura demagogia e serve ao propósito atual da burguesia que é diminuir a polarização e arrumar um outro nome, que não o de Lula, para opor ao bolsonarismo. É a tarefa principal da Frente Ampla na qual embarcaram elementos da esquerda como Guilherme Boulos, Marcelo Freixo, Flávio Dino e Fernando Haddad.

Apesar de ser uma pessoa sem grande significância na luta política, o caso Felipe Neto possui grande capacidade de educação política e é mais um exemplo do modus operandi da direita golpista no país. Recentemente, a censura foi a arma utilizada pelo youtuber contra a página Amigos do PCO no Facebook, ao bloquear o vídeo em que xinga Dilma de vadia. O empresário utiliza de métodos fascistas tanto no conteúdo do vídeo, quanto na censura feita contra quem publicou o vídeo. Portanto, é possível que Felipe Neto tenha mesmo se arrependido das táticas fascistas que usou na propaganda contra Dilma Rousseff e hoje esteja mesmo do lado da esquerda que quer combater Bolsonaro?

No mês passado, Neto tratou de defender Bolsonaro logo após a divulgação do teste positivo do presidente fascista para a Covid-19. Disse que “Torcer (ou mesmo fazer piada) pela morte de Bolsonaro te coloca na mesma caixinha de tudo que estamos tentando destruir no Brasil”, segundo ele a morte de Bolsonaro não seria bom para o país. Também recentemente, disse ser a favor da frente ampla desde que ela fosse formada desde a direita petista até o Amoedo, incluindo PSOL e PCdoB. Outro exemplo de que Felipe Neto não se arrependeu e não luta efetivamente pela queda de Bolsonaro e o fim do golpe, foi o apoio dele à desistência da candidatura de Marcelo Freixo no Rio em favor de Eduardo Paes (DEM).

A última do empresário, que assessora a carreira de Fátima Bernardes, foi a divulgação de que investirá até o fim do ano R$ 100 mil para contratar comunicadores negros para trabalharem no seu canal. A explicação do projeto foi vaga: “Eu acredito que pessoas em posição de privilégio devam refletir e agir sobre formas de ceder espaço para pessoas que possam se favorecer desse espaço para ter protagonismo”. Esta é mais uma atitude demagógica que mostra até aonde a direita é capaz de chegar para enganar o povo. A contratação de meia dúzia de profissionais negros não faz nem cócegas no problema do racismo, a imprensa burguesa já faz isso há muito tempo e o resultado é a criação da ilusão de que o movimento negro está vencendo. A contratação e a participação de negros em programas de TV e novelas, por exemplo, serve apenas para amenizar a luta, na medida em que não ataca o problema, mas aparenta ser uma solução. Esse é o objetivo da burguesia: dar migalhas para diminuir qualquer possibilidade de revolta, é assim na saúde, na educação, nos programas sociais, sempre o mínimo necessário para o povo não se revoltar. Dessa forma, o regime político se mantém e os problemas também.

Está claro que Felipe Neto quer o mesmo que a frente ampla direitista: acabar com a polarização política, ou seja, chegar a um acordo com a direita golpista sem qualquer luta popular; excluir Lula de qualquer chance de retomar seu poder político, único capaz de se opor efetivamente a Bolsonaro e ao fascismo; e, por fim, mas não somente, usar a esquerda para ressuscitar a direita tradicional que está na lona. Qualquer um minimamente consciente politicamente sabe que o resultado da Frente Ampla é somente um, a derrota da esquerda e da luta popular. Caso dê certo, a frente ampla dará poder a algum direitista cínico que sabe usar melhor as palavras que Bolsonaro. Caso dê errado, a frente ampla será desmanchada e a direita irá toda para o bolsonarismo, deixando a esquerda de mãos abanando e o povo derrotado.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas