Feira de Santana: creche em Três Riachos tem falta de merenda, banheiros alagados e mofo

DSC02233

A situação de uma creche localizada na localidade de Três Riachos, em Feira de Santana, município que fica à cem quilômetros de Salvador na Bahia, é um dentre muitos exemplos da precariedade da educação pública no país. A creche, que atende mais de 50 crianças, está completamente deteriorada. O encanamento dos banheiros não comporta a quantidade de alunos, estão todos alagados, indisponíveis para o uso das crianças.

As paredes estão todas mofadas, em algumas salas de aula os pisos que revestem as paredes estão se soltando, colocando em risco os alunos. A falta de alimentos para as crianças também é frequente, o telhado da creche está com infiltração, quando chove o interior da escola fica todo alagado.

Nesta semana, os pais dos alunos, juntamente com seus filhos realizaram um protesto em frente à escola exigindo melhorias junto a Secretaria de Educação de Feira de Santana. A situação da creche, como dissemos, é apenas um pequeno exemplo da verdadeira política de destruição do ensino público que vem sendo imposta de maneira mais dura no país após o golpe de estado.

A política criminosa da direita de congelamento dos investimentos sociais está aprofundando a destruição das escolas em todo o país. O governo   ilegítimo de Bolsonaro leva a diante esta política. Enquanto ministro golpista da educação de Bolsonaro, Ricardo Velez Rodriguez, busca impor uma verdadeira ditadura nas escolas, obrigando os alunos a cantarem o hino nacional, impondo a presença da PM nas escolas, as unidades de ensino público em todo o país se deterioram a cada dia. Isso sem falar nas péssimas condições de trabalho dos professores, os quais se submetem a condições de trabalho degradantes, com  salários miseráveis e condições de ensino extremamente precárias.

A única saída contra a destruição da educação pública no país é a mobilização popular. É preciso mobilizar os professores, juntamente com os alunos e toda a comunidade escolar em defesa da educação pública. Colocar também em perspectiva a luta contra todo o regime golpista, defender o Fora Bolsonaro e a Liberdade de Lula.